Magazine Luiza

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Texto Completo do FRED do Fluminense contra as torcidas organizadas

O atacante Fred, do Fluminense, publicou no Facebook e no Twitter um alerta sobre o perigo de reação violenta de torcidas organizadas do clube em caso de desclassificação na Copa do Brasil, na próxima quinta-feira. Ele revela no texto, intitulado "manifesto contra as torcidas organizadas", que no fim de semana passado grupos de torcedores invadiram a sede do clube nas Laranjeiras para agredir os jogadores. Segundo o relato do atleta, ele teve que sair às pressas do local, acelerando o carro e quase provocando um acidente.
Fred se mostra preocupado com as consequências de uma eventual desclassificação do Fluminense, diante do Horizonte, do Ceará, no Maracanã. O time precisa ganhar por 2 a 0 ou três gols de diferença para evitar a eliminação, já que saiu derrotado por 3 a 1 no jogo de ida.
"Após o 'recado' dado no último fim de semana - quando um bando de marginais, travestidos de torcedores, foi para a porta das Laranjeiras ameaçar os jogadores do time -, o futebol brasileiro está prestes a viver mais uma tragédia anunciada nesta quinta-feira, caso o Fluminense não elimine o Horizonte pela Copa do Brasil", escreveu o atacante tricolor.
Em seu longo desabafo, Fred lembra o episódio de três anos atrás, quando foi perseguido na rua por torcedores do Fluminense que o tinham visto num bar em Ipanema. " Em 2011, vivi uma situação parecida aqui mesmo no Fluminense e, desde então, optei por não aceitar esse tipo de intimidação", afirma.
O jogador demonstra ter perdio a paciência com as torcidas organizadas. Segundo ele, são sempre os mesmos, "um bando de à toa", não mais do que vinte pessoas. "Os integrantes de torcidas organizadas não têm direito sequer de reclamar quando o time perde", diz o jogador. Fred argumenta: "Nem ingresso eles pagam". O jogador destaca ainda que muito menos há o direito de agredir ou intimidar jogadores. E acusa: "Ser membro de torcida organizada no Brasil já virou profissão, meio de vida. Há casos de presidentes de facções que se elegem ou conseguem cargos políticos".

Confira a íntegra do comunicado de Fred:

"Após o "recado" dado no último fim de semana - quando um bando de marginais, travestidos de torcedores, foi para a porta das Laranjeiras ameaçar os jogadores do time -, o futebol brasileiro está prestes a viver mais uma tragédia anunciada nesta quinta-feira, caso o Fluminense não elimine o Horizonte pela Copa do Brasil.
Sábado passado, ao sair do meu trabalho, me deparei com cerca de 20 desocupados rodeando meu carro em cima do passeio, praticamente dentro do clube. Os cinco seguranças do time até tentaram conter a fúria desses bandidos… Mas foi em vão! Minha reação, e única defesa, foi acelerar o carro, mesmo correndo o risco de machucar quem estivesse na frente, tendo em vista que começaram a bater no vidro e na lataria do meu veículo. Pra completar, quase provoquei um acidente, pois vinha um caminhão e não vi. Graças a Deus, nada de mais grave aconteceu.
Fui embora indignado, revoltado, pensando se realmente vale a pena tanto esforço e dedicação diários para esse clube que aprendi a respeitar e a gostar. Só no domingo me dei conta de que apenas 20 pessoas (geralmente, as mesmas) estavam matando a minha vontade de dar alegria a milhões de torcedores de verdade, aqueles que vibram com as conquistas e sofrem com as derrotas, mas sem partir pra agressão, pois entendem que nem sempre é possível vencer. Em 2011, vivi uma situação parecida aqui mesmo no Fluminense e, desde então, optei por não aceitar esse tipo de intimidação.
Esse bando de à toa deveria se reunir para protestar contra a falta de segurança pública, educação, saneamento básico, saúde… Ameaçar não trabalhadores e pessoas de bem como eu, mas, sim, os políticos COMPROVADAMENTE corruptos. Eles prestariam um serviço muito maior à sociedade. Mas, em vez disso, surgem do nada às 15h30 de uma quinta-feira - como ocorreu na semana passada - para xingar atletas. Isso quando não conseguem o número do telefone dos jogadores e ficam mandando mensagens com ameaças de morte.
Quantos "Kevins" ainda terão de pagar com suas próprias vidas? Quantos centros de treinamentos terão de ser invadidos? Mais quantos inocentes terão de ser espancados até a morte? Ou será que somente quando um jogador for espancado alguma providência mais enérgica e eficaz será tomada contra esses bárbaros? Ficam as perguntas. O esvaziamento dos estádios de futebol não pode ser uma mera coincidência. As bandeiras que antes tremulavam nas arquibancadas, hoje se transformaram em armas brancas nas mãos desses bandidos.
Quando a imprensa publica tais atos de agressão e vandalismo cometidos pelas organizadas, essas matérias são exibidas entre elas como troféus e, quem os pratica, são tratados como “heróis” internamente. O enfoque deveria ser outro. É preciso questionar os prós e os contras dessas facções, que exploram de maneira ampla a imagem dos times sem pagar royalties; são as principais responsáveis pelas mortes nos dias de jogos e perdas de mandos de campo por seus times; possuem marginais infiltrados; afastam os verdadeiros torcedores dos estádios; e que, por fim, ganham ingressos e até transporte gratuito das diretorias da maioria dos clubes, que insistem em manter uma relação obscura com esse tipo de organização.
Resumidamente, na minha opinião, os integrantes de torcidas organizadas não tem direito sequer de reclamar quando o time perde - tendo em vista que nem ingresso eles pagam -, quanto mais de agredir ou intimidar jogadores. Ser membro de torcida organizada no Brasil já virou profissão, meio de vida. Há casos de presidentes de facções que se elegem ou conseguem cargos políticos.
Lutarei com a arma que tenho. Por isso, a partir de hoje, as comemorações dos meus gols não serão mais para as torcidas organizadas. Meus gols serão dedicados exclusivamente aos verdadeiros torcedores do Fluzão, a não ser que a lei seja mais rigorosa ou os responsáveis por essas facções revejam o papel que elas deveriam exercer, que é apoiar o time do coração incondicionalmente, principalmente nos momentos de dificuldade, pois é quando mais precisamos de incentivo."


O duro desabafo de Fred no Facebook contra torcedores do Fluminense que invadiram o clube na semana passada e teriam ameaçado jogadores — entre os quais, ele próprio —, recebeu nesta quarta-feira uma resposta de um suposto grupo de sócios.

O grupo, autodenominado Vence o Fluminense, também usou as redes sociais para rebater a nota oficial do atacante. Segundo eles, os torcedores que protestaram nas Laranjeiras não eram de facções organizadas, mas “apenas sócios” ligados ao Vence o Fluminense.
Veja trechos da nota em resposta a Fred:
“Com muita tristeza, nós, do grupo político Vence o Fluminense, somos obrigados a nos manifestar sobre as declarações do jogador Fred, expostas na sua rede social no dia 8/4/2014. Infelizes colocações o jogador Fred fez a respeito dos últimos protestos ocorridos no clube, colocações estas em que, para blindar as suas frágeis atuações, preferiu se referir a torcedores organizados como marginais e vândalos.
Primeiramente, devemos destacar que o protesto fora organizado por sócios do clube através de conversas realizadas nos jogos. Todos os protestos foram pacíficos, se limitando a cânticos de indignação a atual situação do clube.
(...) Em nenhum momento os protestos fugiram de tons de indignação, se limitando às arquibancadas do nosso estádio histórico. Em nenhum momento ocorreu qualquer convocação ou reunião com torcidas organizadas no sentido de as mesmas aderirem ao protesto (...).
Cumpre destacar a atitude de ditadura imposta pela diretoria do F.F.C, que determinou aos seus seguranças que impedissem a entrada de torcedores que iriam protestar, sob a ameaça de expulsar os mesmos e excluí-los do quadro de sócios (...). Apenas temos conhecimento de que torcedores foram protestar no portão da saída dos jogadores, de forma pacífica, como todos os protestos, quando o jogador Fred, de forma robusta, jogou seu veículo na direção dos torcedores, conforme o mesmo assume na sua publicação no facebook. (...)
É notório que o aludido jogador praticou tal conduta assumindo os riscos decorrentes da sua atitude, no qual o pior não aconteceu. (...)
Agora, o mesmo jogador (...) vem a público chamar torcedores organizados de vândalos? Marginais? (...) Não estamos defendendo torcedores organizados, estamos defendendo a torcida do F.F.C. (...) Desta forma, apoiamos as torcidas organizadas do F.F.C, repudiando todas as declarações sem qualquer fundamento do jogador Fred, expostas em um momento no qual o mesmo tenta de todas as formas tirar o foco das suas atuações pífias. (...)”



Fred protesta e Fluminense diminui carga de ingressos doados às organizadas

Providência tem objetivo de reduzir as chances de confusão no Maracanã caso o Tricolor seja eliminado pelo Horizonte, do Ceará, na Copa do Brasil


Centroavante promete 'lutar com as armas que tem' e parar de celebrar seus gols com organizadas (Divulgação/Fluminense F.C.)
Centroavante promete 'lutar com as armas que tem' e parar de celebrar seus gols com organizadas

Os frequentes protestos da torcida do Fluminense e as ameaças aos jogadores fizeram o clube enfim decidir mudar o relacionamento com as organizadas. Após reunião nas Laranjeiras, a cúpula diretiva tricolor teria decidido diminuir a quantidade de ingressos doados às facções para a partida da Copa do Brasil contra o Horizonte, do Ceará, nesta quinta-feira,

A providência tem objetivo de reduzir as chances de confusão no Maracanã caso o Flu seja eliminado. Além disso, a Polícia Militar também se organizou previamente para impedir incidentes e deve aumentar o efetivo na partida.

A longo prazo, o planejamento do Fluminense é retomar a prática do segundo semestre do ano passado, quando nenhum ingresso era cedido aos torcedores organizados. Assim, a escolha por reduzir a carga ao invés de cortar totalmente o subsídio seria para evitar maior descontentamento.

A relação da torcida com o Fluminense tem sido conturbada nos últimos meses. Após o rebaixamento para a Série B do Campeonato Brasileiro em campo, nem o retorno nos tribunais fez com que os tricolores voltassem a confiar na equipe. O fraco futebol apresentado no Carioca e a derrota por 3 a 1 para o Horizonte pioraram a imagem da equipe, mas a gota d’água para a decisão de diminuir os ingressos cedidos foi o incidente ocorrido no último sábado. Na ocasião, cerca de 30 pessoas ligadas às torcidas organizadas abordaram jogadores na saída do treino para “cobrar” melhor desempenho.

O comportamento destes torcedores deixou o atacante Fred bastante irritado. Um dos alvos da manifestação, o jogador desabafou nas redes sociais. “Os integrantes de torcidas organizadas não têm direito sequer de reclamar quando o time perde – tendo em vista que nem ingresso eles pagam –, quanto mais de agredir ou intimidar jogadores”, reclama.

É com este péssimo clima que o Fluminense vai a campo nesta quinta-feira para encarar o Horizonte, pela primeira fase da Copa do Brasil. Após ser derrotado por 3 a 1 no Ceará, o Tricolor precisa vencer por 2 a 0 ou por três gols de diferença para se classificar no tempo normal. Devolver o placar leva a decisão para os pênaltis, enquanto qualquer outro resultado elimina o time carioca da competição.

Cartola FC 2014 - Mercado Aberto - Tutorial e dicas!!

Cartola FC 2014: mercado aberto, volta dos prêmios e mais novidades

Décima temporada garante premiação a vencedores do mês e ao campeão da Liga Nacional, mais interatividade e outras surpresas ao longo do ano



Nem deu tempo de sentir saudades e o Cartola FC está de volta para a sua décima temporada. Afinal, há menos de quatro meses aconteceu a última rodada do Brasileirão 2013, que garantiu a festa de uma parte dos cartoleiros e lamentos de outros tantos com promessas de um 2014 de recuperação total. No fantasy game do Campeonato Brasileiro não tem rebaixamento ou tapetão, todo mundo volta para a disputa no ano seguinte sem precisar apelar para nenhum tribunal. O mercado está oficialmente aberto e os inscritos podem escalar os seus times para a primeira rodada até sábado, 19 de abril, às 16h30m (de Brasília), duas horas antes de a bola rolar para os jogos iniciais da competição.

A principal novidade e um pedido constante de quem joga Cartola há muito tempo era o retorno das premiações oficiais. E o game vai trazê-las novamente em 2014. O campeão da Liga Nacional vai levar no fim do ano a camisa do seu time do coração, um videogame com um jogo e dois controles, além de uma televisão 42 polegadas e um boneco Cartolinha. Mas os vencedores de cada mês não vão ficar de mãos abanando e levam a camisa do seu time e o Cartolinha.

Para os marinheiros de primeira viagem, ao acessar o jogo pela primeira vez, o cartoleiro escolhe o nome do seu time, escudo, camisa e patrocinador. Depois de criar a equipe, é hora de montar a escalação para a rodada de abertura com base nos elencos dos 20 participantes da Série A. Todos começam com 100 cartoletas. De acordo com o desempenho real dos atletas, uma pontuação será atribuída à sua equipe, que pode participar de ligas públicas e privadas.

Confira o regulamento completo do Cartola FC

Uma nova liga vai surgir para quem já aceitou o assessor de imprensa, ferramenta em que o cartoleiro compartilha escalações, pontuação e muito mais nas redes sociais. Será a Liga dos Amigos do Facebook em que cada um poderá comparar o seu desempenho aos de todos os seus conhecidos que também façam a mesma opção.
Cartola FC (Foto: Globoesporte)Na Liga dos Amigos do Facebook, acompanhe desempenho dos seus conhecidos da rede social (Foto: Globoesporte)


Caros e baratos

Como qualquer mercado, o do Cartola tem atletas caros e baratos. Alguns dos que custam C$ 5 foram decididos pelos internautas. Apresentamos três opções de cada um dos 20 times de atletas que normalmente teriam preços superiores e uma votação aberta definiu os bons e baratos do Brasileirão 2014. Confira a lista completa das pechinchas.
Entre os mais valorizados, o Cartola FC começou com uma promoção. Ao invés do mais caro valer C$ 30, como Neymar no ano passado, os preços partem de C$ 25. Jogadores que se destacaram na última edição como é o caso de Everton Ribeiro, do Cruzeiro, e Éderson, do Atlético-PR, ou que tem uma história de sucesso no futebol e, claro, na pontuação do Cartola FC como é o caso de Fred, do Fluminense, e Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG. Confira a lista completa.
Cartola FC (Foto: Globoesporte)Mercado aberto e organizado por mais caros aos mais baratos. Pesquise para montar o seu time

A interatividade continua sendo um ponto forte do Cartola FC. O mural, que pode ser acessado na barra fixa na parte de baixo da tela, é o local para conversar com os amigos e tirar onda. Qualquer mensagem colocada lá pode ser instantaneamente replicada no Facebook, caso o cartoleiro faça essa opção. Por falar na rede social, essa é a principal ferramenta de interação com os jogadores. Acesse o link "www.facebook.com/cartolafc" para dar o seu pitaco.

O nosso Twitter (twitter.com/cartolafc) continua sendo uma forma ágil de dar recados para os fanáticos pelo game. Portanto, siga-nos para estar sempre bem informado. O Blog do Cartola (globoesporte.com/blogs/especial-blog/blog-do-cartola-fc/) também continua ativo para fazer comunicados sobre o jogo e o andamento das atualizações de cada rodada. Para se cadastrar e criar seu time, além de ler todas as notícias relacionadas ao fantasy game, acesse a home do Cartola FC (globoesporte.globo.com/cartola-fc/).

O mercado fica aberto até as 16h30m (de Brasília) do sábado, dia 19 de abril, duas horas antes do pontapé inicial do Brasileirão. Escale, compartilhe e viva a experiência de um verdadeiro dirigente do futebol nacional, porque o Cartola FC 2014 já começou.

Sobis, Alecsandro, Goulart, Geuvânio: veja os 'bons e baratos' do Cartola FC

Enquetes para escolha dos 20 atletas que irão valer apenas 5 cartoletas somam mais de 175 mil votos. Atacantes são os preferidos da votação, com 10 representantes


Rafael Sobis, Fluminense x Boavista (Foto: Agência Photocamera)Sobis teve boa média em 2013 e custará só C$ 5,00 nesta temporada
Os internautas votaram e decidiram os famosos ‘bons e baratos’ do Cartola FC, ou seja, aqueles que custarão apenas 5 cartoletas no fantasy game do Campeonato Brasileiro de 2014. A votação esteve aberta da última terça (25) até a tarde desta sexta. O clube com mais participantes dentre todas as enquetes foi o Atlético-MG, com 16.884 votos. Ao todo, foram computadas 177.771 participações.

Tendo por critério, na maioria das vezes, o bom rendimento de jogadores na edição passada, os cartoleiros escolheram com a maior porcentagem de votos o atacante Rafael Sobis, que foi clicado 78,76% das vezes dentre as três opções do Fluminense. Marcos Assunção, do Figueirense, ficou em segundo (75,69% dos votos), e Wallyson, do Botafogo, em terceiro (70,4%). Outro selecionado foi Ricardo Goulart, muito escalado em 2013, pois tinha baixo preço e rendeu muito.

Além dos três, outros 17 jogadores foram eleitos o ‘bom e barato’ de seus clubes: Fernandinho (Atlético-MG), Weverton (Atlético-PR), Marcelo Lomba (Bahia), Bruno Collaço (Chapecoense), Luciano (Corinthians), Vanderlei (Coritiba), Lucca (Criciúma), Ricardo Goulart (Cruzeiro), Alecsandro (Flamengo), Renan (Goiás), Luan (Grêmio), Aránguiz (Internacional), Leandro (Palmeiras), Geuvânio (Santos), Antônio Carlos (São Paulo), Neto Baiano (Sport) e Dinei (Vitória). Por posição, foram selecionados dez atacantes, quatro meias, quatro goleiros, um zagueiro e um lateral.

Confira abaixo o resultado de cada enquete:
Atlético-MG (16.884 votos)
1. Fernandinho - 57,16% (9.651 votos)
2. Leonardo Silva - 35,96% (6.071 votos)
3. Dátolo - 6,88% (1.162 votos)

Atlético-PR (11.271 votos)
1.
Weverton - 50,32% (5.672 votos)
2. Adriano - 32,26% (3.636 votos)
3. Sueliton - 17,42% (1.963 votos)

Bahia (9.425 votos)
1.
Marcelo Lomba - 63,93% (6.025 votos)
2. Rhayner - 27,49% (2.591 votos)
3. Wilson Pittoni - 8,58% (809 votos)

Botafogo (9.869 votos)
1.
Wallyson - 70,4% (6.948 votos)
2. Bolívar - 16% (1.579 votos)
3. Bolatti - 13,6% (1.342 votos)

Chapecoense (6.995 votos)
1.
Bruno Collaço - 47.16% (3.299 votos)
2. Régis - 38,9% (2.721 votos)
3. Abuda - 13,94% (975 votos)

Corinthians (13.349 votos)
1.
Luciano - 67,7% (9.037 votos)
2. Guerrero - 20,23% (2.701 votos)
3. Guilherme - 12,07% (1.611 votos)

Coritiba (6.632 votos)
1.
Vanderlei - 51,75% (3.432 votos)
2. Zé Eduardo - 26,15% (1.734 votos)
3. Victor Ferraz - 22,1% (1.466 votos)

Criciúma (5.895 votos)
1.
Lucca - 53,35% (3.145 votos)
2. Lulinha - 27,06% (1.595 votos)
3. Galatto - 19,59% (1.155 votos)

Cruzeiro (13.082 votos)
1.
Ricardo Goulart - 67,09% (8.777 votos)
2. Julio Baptista - 26,09% (3.413 votos)
3. Lucas Silva - 6,82% (892 votos)

Figueirense (5.549 votos)
1.
Marcos Assunção - 75,69% (4.200 votos)
2. Giovanni Augusto - 12,72% (706 votos)
3. Lúcio Maranhão - 11,59% (643 votos)

Flamengo (12.532 votos)
1.
Alecsandro - 47,46% (5.948 votos)
2. Paulinho - 33,24% (4.166 votos)
3. André Santos - 19,29% (2.418 votos)

Fluminense (8.068 votos)
1.
Rafael Sobis - 78,76% (6.354 votos)
2. Wagner - 13,53% (1.092 votos)
3. Bruno - 7,71% (622 votos)

Goiás (4.508 votos)
1.
Renan - 50,35% (2.270 votos)
2. Tiago Real - 28,06% (1.275 votos)
3. Araújo - 21,58% (973 votos)

Grêmio (7.882 votos)
1.
Luan - 69,74% (5.497 votos)
2. Pará - 16,8% (1.324 votos)
3. Ramiro - 13,46% (1.061 votos)

Internacional (11.601 votos)
1.
Aránguiz - 43,83% (5.085 votos)
2. Willians - 43,36% (5.030 votos)
3. Wellington Paulista - 12,81% (1.486 votos)

Palmeiras (9.603 votos)
1.
Leandro - 56,47% (5.118 votos)
2. Lúcio - 29,38% (2.663 votos)
3. Mendieta - 14,15% (1.282 votos)

Santos (9.790 votos)
1.
Geuvânio - 54,82% (5.367 votos)
2. Gabriel - 23,42% (2.293 votos)
3. Aranha - 21,76% (2.130 votos)

São Paulo (8.785 votos)
1.
Antônio Carlos - 53,07% (4.662 votos)
2. Pabón - 38,73% (3.402 votos)
3. Ademílson - 8,21% (721 votos)

Sport (5.468 votos)
1.
Neto Baiano - 56,8% (3.106 votos)
2. Felipe Azevedo - 27,71% (1.515 votos)
3. Magrão - 15,49% (847 votos)

Vitória (5.883 votos)
1.
Dinei - 52,98% (3.117 votos)
2. Ayrton - 40,54% (2.385 votos)
3. José Welison - 6,48% (381 votos)

Amigos cartoleiros,

a grande novidade no Cartola FC 2014 foi a integração no programa Globo Esporte, que vai dar chance a todos de contarem suas histórias relacionadas ao fantasy game do Campeonato Brasileiro no ar, além de acompanhar a disputa entre os apresentadores, narradores, comentaristas e repórteres da equipe de esportes da TV Globo. Se perdeu o programa de sexta-feira, eis aqui nova chance de rever a apresentação do jogo em rede nacional:



 Além disso, já publicamos material renovado para iniciantes e para quem já conhece bem o game. Como primeiro passo, renovamos o regulamento no primeiro post no Blog do Cartola em 2014. Clique aqui para ler tudo na íntegra ou baixar o documento.

 Para quem não sabe nem do que se trata o Cartola, renovamos também o guia para iniciantes. Se você já conhece o jogo, não perca tempo e vá escalar o seu time. No entanto, quem não sabe como funciona, vale a pena conferir o tutorial clicando aqui.

Para ter chance de participar do Globo Esporte, na TV Globo, você precisa contar a sua história por texto, fotos ou vídeos, e sugerimos começar por nos dizer como foi feita a sua liga, se tem premiação e castigo para quem vai mal. Clique aqui para saber como mandar a sua colaboração.

Os prêmios oficiais voltaram na temporada 2014 para os vencedores da Liga Nacional do ano e de cada mês. Reveja as novidades do ano na matéria de apresentação que subimos na sexta passada. Clique aqui para dar uma olhada.

Por fim, em relação ao jogo em si, relembre quem foram os mais votados pelos internautas para pechincha, o bom e barato de cada um dos 20 times. E depois, confira a lista dos mais caros na primeira rodada. Mas sempre lembrando que o objetivo inicial deve ser sempre juntar cartoletas. Portanto, para poder contar com os craques na hora decisiva do campeonato e, consequentemente, do Cartola, o ideal é contratar jogadores mais em conta no começo, já que eles têm mais chance de se valorizar.

Boa sorte a todos!


- Atualizado em

Guia do Cartola FC: aprenda a criar times, comprar jogadores e muito mais

Manual explicativo reúne dicas fundamentais para um usuário iniciante aprender desde o básico até comandos específicos utilizados no fantasy game do GloboEsporte.com


O Guia do Cartola FC reúne dicas fundamentais e informações importantes sobre o jogo virtual do Campeonato Brasileiro criado pelo GloboEsporte.com. Se você é um iniciante no fantasy game não fique preocupado, pois com este manual explicativo aprenderá coisas básicas, como criar um time ou comprar jogadores, até comandos mais específicos, como usar o assistente técnico. Assim, logo logo se tornará um cartoleiro de verdade.
01 Como criar um time
Em primeiro lugar, é necessário se cadastrar, preenchendo o formulário com os seus dados pessoais.
Guia Cartola tela Cadastro Cartola (Foto: Reprodução)
Depois de ativar o cadastro, a segunda etapa consiste na criação do nome do time, nome do Presidente e a indicação do seu time do coração. Com tudo preenchido, basta clicar em "Continuar".
Guia Cartola tela Nome do Time (Foto: Reprodução)
Em seguida, você terá que criar o escudo do time. Há diversos modelos básicos que podem ser customizados com cores diversas, adornos, brasões e siglas. Deixe o escudo do seu jeito e clique em "Continuar".
Guia Cartola tela escolha do Escudo (Foto: Reprodução)

Depois é o momento de personalizar a camisa dos jogadores. São dez modelos disponíveis, escolha um e defina as cores primária, secundária e terciária. Após montar o uniforme do seu time, clique novamente no botão "Continuar". 
Guia Cartola tela escolha da Camisa (Foto: Reprodução)
O último passo é escolher o patrocínio do seu clube. Escolha uma das cinco opções e clique em "Finalizar".
Guia Cartola tela escolha do Patrocinador (Foto: Reprodução)
Você acaba de criar o seu time no Cartola FC e terá 100 cartoletas, a moeda virtual do jogo, para comprar 11 jogadores e o técnico, todos com um valor pré-determinado no game.
02 COMO comprar jogadores
No Cartola FC, um dos principais objetivos é montar uma equipe competitiva. Mas, para isso, é preciso comprar os jogadores que farão parte do time vencedor. Caso não saiba como contratar atletas, veja o tutorial abaixo.
No menu superior da tela do jogo, clique na aba "Meu time", que fica entre as opções "Página inicial" e "Ligas".
Guia Cartola tela Meu Time (Foto: Reprodução)
Abaixo aparecerá o seu plantel vazio. Clique na opção "comprar jogador" de acordo com a posição do atleta que você procura.
Guia Cartola tela Plantel compra de jogador (Foto: Reprodução)
Uma página com os jogadores de todos os clubes do Campeonato Brasileiro aparecerá. Os atletas são alocados por ordem de preço. Para filtrar a lista, utilize as ferramentas localizadas abaixo do título "lista de jogadores".
Guia Cartola tela Lista de Jogadores time (Foto: Reprodução)
Ao encontrar o jogador que você quer comprar, toque no ícone com a letra "C" ao lado dele. Imediatamente, o mesmo aparecerá no campo ao lado direito da sua tela. Caso se arrependa e queira outro atleta, toque no ícone "V" para vendê-lo sem custo.
Fique ligado no valor do jogador. Você precisa preencher os 12 espaços em campo (11 jogadores e mais o técnico) para poder jogar, mas não pode ultrapassar seu orçamento, que aparece na parte inferior da tela.
03 Como salvar um time
Monte a sua equipe com todos os 11 atletas, já que não é possível participar do jogo com o time incompleto. Assim que terminar de escalar o seu time, uma janela irá subir do canto inferior da sua tela, avisando que já é possível salvar a escalação do seu elenco. Clique no botão "Salvar time" para fechar seu plantel e torça por um bom desempenho desses jogadores.
Guia Cartola tela Salvar Time (Foto: Reprodução)
Vale lembrar que é possível modificar os atletas escolhidos a todo momento, até duas horas antes da bola rolar para o primeiro jogo da rodada.
04 Como ganhar cartoletas e valorizar o seu time
Antes do início do Cartola FC 2014, a equipe responsável pelo jogo estipula um preço a cada jogador. Uns custam mais caro e outros estão baratos no mercado do fantasy game. Para você ganhar dinheiro - as chamadas cartoletas - é muito importante pensar na melhor estratégia para valorizar o seu time e, consequentemente, mandar bem no jogo.
O principal passo é lembrar que o desempenho do atleta em uma rodada altera diretamente o seu dinheiro nos cofres. Sendo assim, para conseguir cartoletas é preciso vender jogadores que evoluam a cada rodada, isso porque se o atleta não pontuar o necessário para o seu valor de custo, ele desvalorizará. Desta forma, se um dos seus jogadores valorizou em uma jornada, venda-o na próxima e lucre, principalmente aqueles que entraram na seleção da rodada. Isso porque, dificilmente, eles repetirão a atuação de gala.
Ao montar o seu time também é importante que você sempre procure atletas bons e baratos. É muito mais fácil um jogador com um preço baixo valorizar do que um caro. Isso porque a expectativa sobre um craque é maior e, por isso, se exige uma pontuação alta para justificar o seu alto valor de custo. Portanto, é interessante investir naqueles que foram mal na rodada anterior. Então chegamos a conclusão que a fórmula para o sucesso é a seguinte: quanto menor for o preço de um atleta e maior for a sua pontuação, maior será a valorização do seu time.
Contudo, é fundamental que você fique sempre atento aos próximos jogos. Afinal, se um dos grandes clubes vai enfrentar um time de menor expressão dentro de casa, é bem provável que ele saia vencedor e seus jogadores pontuem bastante. Também é importante ficar ligado nos jogadores lesionados e suspensos, além dos craques que, em geral, rendem bons frutos do início ao fim do Brasileirão.
05 Como utilizar a função assessor de imprensa
 A função assessor de imprensa divulga no seu Facebook todas as novidades sobre a escalação, os troféus e os pontos conquistados pelo seu time, para seus amigos.
Para ativar esta função vá na tela inicial do Cartola FC, clique no ícone "Assessor de Imprensa", que fica ao lado da opção "Assistente Técnico".
Guia Cartola tela Assessor de Imprensa (Foto: Reprodução)
Na sequência abrirá uma página com a opção ativado (ícone verde), caso queira desativá-lo basta clicar neste mesmo botão.
Guia Cartola tela Ativado o Assessor de Imprensa (Foto: Reprodução)
Para começar a divulgar sua equipe, use as diversas ferramentas que o recurso proporciona. Basta configurar o que você quer que seus amigos saibam, escolhendo as novidades que devem ou não ser compartilhadas, dentre elas a sua pontuação de cada rodada e os prêmios conquistados pelo seu time.
Guia Cartola tela Notificações do Assessor de Imprensa (Foto: Reprodução)


06 Como funciona o assistente técnico
O Cartola FC possui um recurso para ajudar os jogadores com dificuldades em escalar seu time no game chamado "Assistente Técnico", que fica localizado ao lado do ícone "Assessor de imprensa".
Guia Cartola tela Assistente Técnico (Foto: Reprodução)
O recurso pode ser ativado a qualquer momento e permite que o sistema escale automaticamente o time do usuário, de acordo com os três setores do campo (defesa, meio-campo e ataque). O objetivo do Assistente é substituir, na sua equipe, os atletas que não devem entrar em campo nos jogos do ‘mundo real’.
O critério para a substituição é baseado na atualização dos status dos jogadores (‘suspenso’, ‘contundido’ ou ‘nulo’), que são definidos manualmente de acordo com matérias e escalações divulgadas pelo GloboEsporte.com
Guia Cartola tela Ativar Assistente Técnico (Foto: Reprodução)
As mudanças de status são realizadas até duas horas antes da rodada começar. Os atletas que se encaixarem em um dos status citados acima serão substituídos por outros com o status ‘provável’ (que devem, de fato, jogar). Esta substituição acontece apenas uma vez por rodada, duas horas após o fechamento do mercado.
O recurso busca por outros atletas (que custem a mesma quantidade de cartoletas) com status ‘provável’, de acordo com a relação de times previamente escolhida pelo usuário. É importante ressaltar que a escalação de um atleta pelo Assistente Técnico não é garantia da sua pontuação no Cartola FC, pois outros fatores podem influenciar na sua participação na rodada.
07 Como criar, participar e sair de uma liga
Se você tem muitos amigos que participam do Cartola FC, que tal criar uma liga entre vocês para comparar quem tem o melhor time ao longo do ano? Confira o passo a passo abaixo.
Na barra superior do menu principal do Cartola, escolha a opção Ligas. Clique no botão “Criar liga”, situado no canto direito.
Guia Cartola tela Criar Ligas (Foto: Reprodução)
O primeiro passo é definir o nome e escrever uma descrição para ela (com até 90 caracteres). Em seguida clique em "continuar". Então, você cria uma flâmula para a sua liga, customizando o formato e as cores. Ao terminar, clique em "finalizar", e sua liga estará criada.
Guia Cartola tela Nome da Liga (Foto: Reprodução)
Para encontrar uma liga presidida por amigos ou por outros jogadores clique em "Ligas" na barra superior do menu principal, depois "buscar por Liga" e insira o nome desejado. Identifique a competição que procura e em seguida clique no botão lateral verde "participar". Uma solicitação será enviada ao presidente da Liga para autorizar sua entrada.
Mas, se por acaso o cartoleiro não deseja mais fazer parte de uma liga siga a instrução abaixo.
Acesse a aba de ligas no menu principal do Cartola e procure a liga da qual você não quer mais fazer parte. Clique no botão "Ver classificação completa" da respectiva liga para abrir as propriedades da mesma. Depois, clique na opção “sair” logo abaixo do nome da liga e ao lado do nome do presidente.
Guia Cartola tela Sair da Liga (Foto: Reprodução)
Uma mensagem perguntando se você realmente deseja sair vai ser emitida. Confirme e, pronto, você não participará mais da liga.
Guia Cartola tela Mensagem de Sair da Liga (Foto: Reprodução)




As dicas estão aí para dar os seus primeiros passos como autêntico dirigente do futebol brasileiro. A partir de agora, avalie o mercado, trace a sua estratégia e mãos à obra. Boa sorte!