Magazine Luiza

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Estudo de caso: Dívida pública Brasileira X Oligopólio Cartelizado Meios de comunicação

Vou agora escancarar o problema.

Aqui eu já disse que no Brasil existem 3 perversos Oligopólios cartelizados que acabam com a democracia e transformam nosso capitalismo em capitalismo selvagem:

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)


São eles:
Oligopólio Cartelizado das Empreiteiras. (3° mais perverso)
Oligopólio Cartelizado dos Meios de comunicação. (2° mais perverso)
Oligopólio Cartelizado dos Bancos. (O mais perverso)

Os dois mais perversos tem estreitas ligações. Um usa o outro para manterem-se.

A dívida pública brasileira é um grave problema que trava a política, a economia,os gastos sociais e a soberania nacional; como já mostrei aqui:

A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?

E mostrei que ele é um assunto censurado devido muitos e grandes interesses privados:

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.


Que foi planejado para a dominação de vários países do mundo como já confessado por esse assassino econômico:

Vou mostrar agora esses grandes interesses privados agindo:


Matéria da Globo News sobre a dívida pública:



Agora veja que para fazer essa matéria a Globo News esteve na Auditoria Cidadã da Dívida:

Dívida Pública - a entrevista que não foi ao ar


Dívida Pública - a entrevista que não foi ao ar _ parte 2

Entrevista globonews - Dívida dos estados


E vocês viram na reportagem, algum tópico, menção, trecho, pedacinho, agradecimento ou menor citação sobre a entrevista dada?

Não é por falta de conhecimento: É total e completa manipulação de massas, interdição do debate, escolha de pautas, falta de caráter mesmo! 
Nem espaço para o contraditório... 
Nem margem de dúvida...

Mostram somente a meia-verdade que lhe convêm, como já mostrei aqui:

Ocupam o 1° poder quando deveria estar apenas no 4°, como está escancarado aqui:

É o financiamento do Oligopólio Cartelizado do Bancos definindo o que o Oligopólio Cartelizado dos meios de comunicação diz para a sociedade, como o Jorge Furtado já mostrou que acontece aqui:

Lula e Dilma tentaram, ou pelo menos fingiram que tentaram fazer cumprir  o Art. 220. § 5º da constituição: Os meios de comunicação social não podem, direta ou indiretamente, ser objeto de monopólio ou oligopólio.

O Intervozes é um coletivo é formado por ativistas e profissionais com formação e atuação nas áreas de comunicação social, direito, arquitetura, artes e outras, que tentam combater esse problema a anos:
InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social

Muitos brasileiros já perceberam o dano que esse oligopólio cartelizado traz e ficam felizes por não precisarem dele:

O problema que ainda somos a minoria, pois esse problema nascido ainda na ditadura militar permanece até hoje:

Já fiz um desabafo outro dia sobre esses dias obscuros que estamos vivendo:










Os encargos da dívida pública estão cada vez mais insustentáveis. A combinação estabelecida pelo governo, que inclui juros altos e redução da base monetária, que corresponde ao volume de moeda em circulação, vem se mostrando fracassada para controlar a inflação, mas eficiente em elevar a dívida pública.

O jornal Estado de S. Paulo destacou que o ritmo de crescimento da dívida pública foi quase três vezes maior que em 2014. O resultado negativo do ano passado foi puxado pelo aumento nas despesas com juros, que provocou o aumento do estoque.

A Folha de S. Paulo também comparou o problema da dívida a uma bomba relógio que cresce, segundo o jornal, R$ 2 bilhões por dia e que o endividamento de União, Estados e Municípios já ultrapassou R$ 4 trilhões. Dados apurados pela Auditoria Cidadã da Dívida mostram que esse valor chega a R$ 3 bilhões diários, se incluídos os juros da parte da dívida em poder do Banco Central que é usada nas operações de mercado aberto.

O caderno de economia do jornal Correio Braziliense informou que a dívida pública aumentou 2,38% em março na comparação com fevereiro, passando para 2,886 trilhões. (http://goo.gl/M8RnHb). Cabe ressaltar que nesse estoque também não estão incluídos os títulos em poder do Banco Central que são utilizados nas operações de mercado aberto. Ao computarmos corretamente tais títulos, o estoque já passa de R$ 4 trilhões.

O endividamento púbico também foi destaque no portal de notícias G1. Segundo o site, uma das razões para o aumento da dívida em março foi a emissão de títulos públicos pelo governo em valores superiores aos resgates. (http://goo.gl/IjgJal)

O debate sobre a dívida pública vem, enfim, ocupando as páginas dos principais jornais, porém a abordagem ainda não foca no ponto central do problema e simplifica as soluções para um mero programa de corte de gastos e reformas trabalhistas. As preocupações seguem vinculadas ao rebaixamento da nota do país pelas agências internacionais de classificação de risco e a percepção dos investidores sobre a economia “instável” do Brasil, fugindo da necessidade de completa auditoria, desde a origem dessa dívida.

É importante estendermos o debate da dívida para o grande público, mostrando os impactos desse endividamento na economia do país e seus reflexos na sociedade. É preciso questionar a origem, a legalidade e legitimidade da dívida, com coerência de dados e honestidade de informação.

O enfrentamento do problema da dívida pública passa por um debate mais profundo sobre a arquitetura financeira, obrigações do Estado e direitos dos cidadãos. O ônus da dívida não pode mais continuar a ser pago pelo povo enquanto as grandes instituições bancárias e financeiras usufruem do bônus.

No artigo “O Banco Central está ‘suicidando’ o Brasil”, a coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lucia Fattorelli explica como funciona a economia brasileira, os mecanismos ineficientes adotados pelo BC para conter a crise e o peso da dívida pública para o país. (http://goo.gl/9RMqkC)



Especial: É tudo um assunto só!

Outro dia discutindo sobre as manifestações do dia 15, sobre crise do governo e a corrupção da Petrobrás eu perguntei a ele se tinha acompanhado a CPI da Dívida Pública. Então ele me respondeu: Eu lá estou falando de CPI?! Não me lembro de ter falado de CPI nenhuma! Estou falando da roubalheira... A minha intenção era dizer que apesar de ter durado mais de 9 meses e de ter uma importância ímpar nas finanças do país, a nossa grande mídia pouco citou que houve a CPI e a maioria da população ficou sem saber dela e do assunto... Portanto não quis fugir do assunto... é o mesmo assunto: é a política, é a mídia, é a corrupção, são as eleições, é a Petrobras, a auditoria da dívida pública, democracia, a falta de educação, falta de politização, compra de votos, proprina, reforma política, redemocratização da mídia, a Vale, o caso Equador, os Bancos, o mercado de notícias, o mensalão, o petrolão, o HSBC, a carga de impostos, a sonegação de impostos,a reforma tributária, a reforma agrária, os Assassinos Econômicos, os Blog sujos, o PIG, as Privatizações, a privataria, a Lava-Jato, a Satiagraha, o Banestado,  o basômetro, o impostômetro, É tudo um assunto só!...





A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?



Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O tempo passa... O tempo voa... E a memória do brasileiro continua uma m#rd*


As empresas da Lava-jato = Os Verdadeiros proprietários do Brasil = Os Verdadeiros proprietários da mídia.

Desastre na Barragem Bento Rodrigues <=> Privatização da Vale do Rio Doce <=> Exploração do Nióbio



Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!


Trechos do Livro "Confissões de um Assassino Econômico" de John Perkins 

Meias verdades (Democratização da mídia)

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.

O caso grego: O fogo grego moderno que pode nos dar esperanças contra a ilegítima, odiosa, ilegal, inconstitucional e insustentável classe financeira.


A PLS 204/2016, junto com a PEC 241-2016 vai nos transformar em Grécia e você aí preocupado com Cunha e Dilma?!

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)


Depoimento do Lula: "Nunca antes nesse país..." (O país da piada pronta)
(Relata "A Privataria Tucana", a Delação Premiada de Delcidio do Amaral e o depoimento coercitivo do Lula para a Polícia Federal)


Seminário Nacional - Não queremos nada radical: somente o que está na constituição.

Seminário de Pauta 2015 da CSB - É tudo um assunto só...

UniMérito - Assembleia Nacional Constituinte Popular e Ética - O Quarto Sistema do Mérito 

Jogos de poder - Tutorial montado pelo Justificando, os ex-Advogados Ativistas
MCC : Movimento Cidadão Comum - Cañotus - IAS: Instituto Aaron Swartz


As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado

Quem inventou o Brasil: Livro/Projeto de Franklin Martins (O ex-guerrilheiro ouve música)

Eugênio Aragão: Carta aberta a Rodrigo Janot (o caminho que o Ministério público vem trilhando)


Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"



Comentários políticos com Bob Fernandes.

Ricardo Boechat - Talvez seja ele o 14 que eu estou procurando...



PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público

Pedaladas Fiscais - O que são? Onde elas vivem? Vão provocar o impeachment da Dilma?

Como o PT blindou o PSDB e se tornou alvo da PF e do MPF - É tudo um assunto só!


InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social

Ajuste Fiscal - Trabalhadores são chamados a pagar a conta mais uma vez


Resposta ao "Em defesa do PT"

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)



Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!


Questões de opinião:

Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?




Sobre a Ditadura Militar e o Golpe de 64:

Dossiê Jango - Faz você lembrar de alguma coisa?

Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.


Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.


Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.


Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.



Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países?

Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 

Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos

Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.





Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!

Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.

Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos


Sobre CBF/Globo/Corrupção no futebol/Acompanhando a CPI do Futebol:

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K

A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!

Revolução no futebol brasileiro? O Fim da era Ricardo Teixeira. 

Videos com e sobre José Maria Marin - Caso José Maria MarinX Romário X Juca Kfouri (conta anonima do Justic Just ) 

Do apagão do futebol ao apagão da política: o Sistema é o mesmo



Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)



Acompanhando o Governo Michel Temer

Acompanhando o Governo Michel Temer I


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Diálogo sobre como funciona a mídia Nacional - Histórias de Luiz Carlos Azenha e Roberto Requião.



Reproduzo aqui um debate sobre a mídia nacional
---------------------
Vocês tratam a mídia como algo coeso e uníssono. Isso é de uma ingenuidade sem tamanho. Nem o corpo de jornalistas é coeso. Nem a Globo é assim. Seria bom vocês conhecerem um pouco mais sobre a redação destas TVs e de grandes jornais para entenderem melhor. O que vocês dizem seria equivalente a eu dizer que "a universidade pública brasileira é esquerdista, lulista e petista". Mesmo que eventualmente haja até uma maioria esquerdista - não sei se é o caso pra deixar claro - não é correto dizer isso, como se todos os profissionais trabalhando ali seguissem uma agenda sincronizada. Isso é ridículo, pra não dizer bobinho. Por que digo isso? Porque conheço como funciona. Esta estereotipação simplória de entidades grandes e complexas é impressionante vindo de gente com estudo e, pior, formadora de pessoas. É uma crítica dura de minha parte, mas é necessária.
--------------------

É... Agora você me pegou... Não entendo nada de como funciona esses meios de comunicação gigantes... Não tenho contato com redações, não é a minha área, não tenho parentes jornalistas... todo conhecimento que eu tenho vem de alguns livros/documentários/depoimentos e a experiência de confrontar a notícia com a realidade.

Quando criança e a professora de português fez uma tabelinha com os horários de jornais de cada uma das emissoras, exigiu que em pelo menos um dia da semana nós víssemos todos para comparar a mesma história sendo contada por várias emissoras... Oh época boa essa da inocência...

Vamos fazer o seguinte, peço sua ajuda para que eu largue de vez esses ridículos pensamentos e deixe de ser bobinho.
Vou contar o que eu sei "sobre a redação destas TVs e de grandes jornais" e aí você complete o meu conhecimento com o que eu não sei,
corrija o que eu sei de errado e eu passarei a (in)formar as pessoas com mais qualidade.

No século passado eu lí o chato Chatô o rei do Brasil, escrito pelo Fernando Morais... Foi a primeira vez que tomei algum conhecimento sobre jornalismo fora do produto final que chega ao telespectador. Perceba que minha primeira vez foi com um trabuco! O "Jovem eu" não estava preparado para ler sobre a falta de ética, ganância e a sordidez de como funciona a imprensa. Eu que estudei numa escola na Avenida Assis Chateaubriand, uma que fica acima do teatro Alterosa, idolatrava a grande personalidade que virou nome de avenida. O romântico e inocente "jovem eu" acreditava em jornais e revistas, pensando que estava alí a chave para transformar um alienado num bem informado... fiquei um tempo em crise existencial, cheguei por um tempo pensar que eu iria continuar vendo/lendo os jornais fingindo que não tinha lido o livro...
Mas a cabeça você controla, o coração não.
Alí a ingenuidade começou a ser atacada.
Recentemente tive vontade de reler o trabuco agora já mais casca dura e com mais informações, mas fiquei sabendo que iria ter o filme.
Ví e me decepcionei... O filme transformou o livro quase numa pornochanchada teatral... como entretenimento é legal, mas só funciona com os já iniciados.
Hoje o Fernando Morais está defendendo a Petrobrás, achando um absurdo que o barril de petróleo seja vendido a preço de latinha de coca-cola.

Com o coração mais duro, na década passada eu acompanhei o manual de como a Veja funciona, no "Dossiê Veja", tutorial escrito pelo Luis Nassif,

(Já publiquei esse Dossiê aqui: Meias verdades (Democratização da mídia))

alí que a ingenuidade foi acabando de vez. Com exemplos e passo a passo ele foi mostrando como a revista de maior circulação do país serviu de escudo de ladrão do dinheiro público!... E mostrou como é pautado e criado as matérias/manchetes/capas. Começando com exemplo banais, sem importância porém bastante didáticos, até chegar nos casos de real importância, como a participação e fuga do baiano Daniel Dantas no caso mensalão, por exemplo...

(Mais detalhes aqui: Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!)

Hoje o Luis Nassif tenta defender a democracia montando um complicado quebra-cabeças envolvendo os lances de xadrez de lado a lado.

Já nessa década, quando vi o documentário "O mercado das notícias" de Jorge Furtado,

(Veja aqui: O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado )

mesmo já com uma casca dura eu me surpreendi. Pautado por um texto escrito no século XVI, ele foi dessecando como vem funcionando o jornalismo brasileiro. Dos casos práticos que ele apresenta, o caso da escola base eu já conhecia, do caso da bolinha de papel na cabeça do Serra também, mas o caso do quadro de Picasso no INSS foi novidade para mim e dei algumas risadas. Do documentário, na verdade um projeto, eu acompanhei todas as entrevistas, ví a peça inteira, as pequisas e casos jornalísticos. Foi muito útil, sinto que cresci bastante, além de perder a ingenuidade fui ganhando maldades. O Jorge Furtado continua hoje fazendo seus filminhos, manifesta-se politicamente no seu blog, recentemente envolveu-se numa confusão ao reproduzir um texto da Malu Aires sem dar o crédito necessário.

(Coloquei esse texto e mais um texto do Jorge Furtado no final do Post)

Um jornalista que ficou de fora do projeto, mas que seu depoimento é muito forte, o Luiz Carlos Azenha (não dá o seu depoimento ao projeto mas que tem farto material por aí), ele discute sobre financiamento, oligopólio, judicialização do jornalismo e da política, mudança de linguagem entre jornalismo clássico/blogosfera, censura via governo, censura via empresa, ascensão de carreira dos repórteres, diversidade e democracia.
E ele conta sobre sua experiência na Manchete, SBT, Globo, Record...

(Coloquei vídeos do  Luiz Carlos Azenha no final do Post)

Nessa época do "Mercado de notícias" eu li alguns livros sobre nossos meios de comunicação como o "Aconteceu virou história" do Elmo Francfort, sobre a rede Manchete, esse bem levinho, A história da rede Globo do Daniel Heiz, esse pesado, mas nada me impressionou mais do que o "Dossiê K" de Jorge Kajuru, contando a história da sua rádio em Goias, quando ele recebeu a proposta de repasses mensais para falar bem do governo goiano, gravou a conversa escondido e colocou no ar no dia seguinte! Caracas, como esse moço foi perseguido depois...

(Essa história já publiquei aqui: KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K
E os livros sobre manchete e Globo estão aqui: A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life))

O Kajuru foi peça chave daquele documentário que conta a história de como os jornalistas mineiros sofreram nas mãos da irmã do Aécio em seu governo. Documentário feito para conclusão de um curso de jornalismo, eu credito a ele uma parte da culpa do Aécio não ter ganho aqui em Minas nem no primeiro e nem no segundo turno.

E aí você pega essas peças e encaixa no depoimento do Roberto Requião como governador do Paraná sobre o que ele fez com as verbas de comunicação e o que ele sofreu com isso depois, compara as histórias de um lado e de outro.

(Coloquei depoimentos do Roberto Requião no final do Post)

Fui percebendo que a mídia além de ser meramente uma janela que apresenta o ambiente, mostra os acontecimentos, a mídia é agente que transformam o ambiente. Tem o poder de pautar o legislativo, o judiciário e o executivo. Numa relação simbiótica e controversa que de "estereotipação simplória" não tem nada.

Capazes de terminar com uma mega-operação policial(a satiagraha), a mais importante em termos de impacto político antes da lava-jato.
Além de ela própria ser parte de alguns escândalos (Carlinhos Cachoeira, SwissLaeks, Zelotes, CBF, Panamá Papers...)

Essas relações estão presentes na minha última experiência na área, que foi comprar na pré-venda "O 4°(1°) Poder - Uma outra história", do Paulo Henrique Amorim.

(Veja aqui: A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life))

Aí já casca dura, coração fechado e mente aberta... As pancadas também foram grandes como as do Chatô, mas eu já tinha alguma estrutura para aguentar essas pancadas. Dois casos me impressionaram mais: o da CPI Times/Life, e o caso dos aviões da Panair, esse mais ainda, já que eu adorava a música do Milton sem saber sobre o que ela referia-se. Como eu já tinha passado pela experiência do "O mercado de notícias", fui atrás dessa história. Encontrei a textos dos advogados que ainda trabalham no caso, (imagina mais de 30 anos no mesmo caso?!), um documentário, um capítulo inteiro nos trabalhos da Comissão da Verdade.
(Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.)

Hoje o Paulo Henrique Amorim... esse não preciso cometar o que ele tem feito...
(http://www.conversaafiada.com.br/)

Talvez você me conte outra versão sobre o porque o fato da queda de um avião matando mais de 140 pessoas ficou de fora da edição do jornal nacional daquele dia, além da explicação de que o jornal não poderia ser desformatado sob a ameaça de não ter segundo turno naquela eleição.

Talvez você me conte outra versão sobre aquelas três instruções dadas ao Armando Nogueira para editar o Jornal Nacional: (1)Não entra preto nem pobre no Jornal Nacional, (2)a Globo é o que é mais pelo que não deu do que pelo que deu, e (3) se o Brizola empurrar uma criança que estiver numa linha de trem, se a criança sobreviver e o Brizola morrer, mesmo assim você me consulte antes de colocar o nome do Brizola no ar.

É o poder da interdição. É o poder de escolher as pautas.

É mostrando o caso do depósito alugados pela OAS sem perguntar a opinião do reitor da UFRB(Universidade Federal do Reconcavo Baiano) sobre o caso, aliás nunca pergunte a opinião do reitor da UFRB(Universidade Federal do Reconcavo Baiano) para nada, antes de aparecer UFRB no ar me pergunte antes.
É massacrar o Marcelo Freixo sobre a notas do IDEB sem mostrar o IDEB de Sobral.

(As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar)

É não mostrar as quase 1 milhão de cisternas de consumo criadas preferindo mostrar a queda do valor da Petrobrás na bolsa.

(PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público)

É massacrar a Vale do Rio doce na época que ainda existia o Rio doce no nome e no mapa e agora que ele não existe nem em um nem no outro a Vale é exemplo de governança, olha só o seu lucro!

E a história se repete... mudando só a commoditie.

Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!

É toda e qualquer notícia sobre as refinarias petroquímicas serem demoníacas e destrutivas, porque se esse país desenvolve uma indústria petroquímica, hein?! 

A mídia tem também parcela de culpa na crise moral, econômica e política que estamos passando.
Essa conclusão não é uma "estereotipação simplória"... é angústia no coração.
É só isso o que eu sei sobre mídia... perceba que é só o básico... você que sabe como acontece realmente, quem sabe pode acrescentar algo na minha cabeça oca...


---------------

Achar que há um conluio da mídia brasileira contra o PT é muito ingênuo. Até há sites tendenciosos sim como Implicante e afins, a contraparte de Brasil 247 e afins tão ridículos quanto e, agora, sem verba governamental, tanto que sumiram. Coincidência? Não. Eu e você os sustentavam com nossos impostos. Até pegando a Globo, que você geralmente malha bastante, achar que ela nunca relata fatos é, perdoe-me, ridículo. Ridículo não só pelo simplismo do raciocínio, como se uma mídia tão grande hora ou outra não mostrasse algum fato real, pra não dizer vários. Ridículo também porque se esquece de que há uma monitoração natural entre órgãos de imprensa distintos e concorrentes. Você realmente acredita que se houvesse um erro crasso de uma Globo da vida, outros órgãos de imprensa grandes ao detectarem isso não apontariam na hora? Você realmente não conhece nada de como estes órgãos de imprensa grandes funcionam e muito menos as várias pessoas seríssimas que trabalham neles, muitas vezes até conduzindo investigações que acabam resultando em algo que seus próprios donos não gostariam que fosse verdade, mas ainda assim trazem à tona. Duro dizer, mas chega a ser desrespeitoso fazer generalizações simplórias a respeito disso sem o devido conhecimento, usando como base informações tortas advindas de fontes duvidosas por razões ideológicas.

---------------


 Eu não tenho o mínimo de respeito ao Oligopólio Cartelizado da mídia que você tem... Acho que o Oligopólio Cartelizado da mídia é o segundo mais danoso entre os três Oligopólios Cartelizados que matam nosso capitalismo, transformando a 9ª maior economia do mundo no 78º em IDH.

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)


Vários motivos para que eu tenha essa raiva toda.

A cobertura da CPI da dívida pública em 2009.
(A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?)

A cobertura da CPI do HSBC e do SwissLeaks.

Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.

Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.

Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.

Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países?

Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 

Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos

Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.




A cobertura da CPI da CARF e da Operação Zelotes.
(O criminoso envolvimento do filho do Lula nesse caso).

Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!

Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.

Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos



A cobertura da CPI do futebol e da delação do J.Awilla, sócio dos marinhos.

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K


A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!

Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)

O caso Panamá Papers.

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O Apoio da Globo à ditadura.
O Brasil Mudou. A Mídia não!

O caso da CPI Times/Life.
O Caso do fechamento da Panair.
A edição do debate entre Collor e Lula.

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)


O caso da bolinha de papel na cabeça do Serra.

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado


A perseguição da Globo ao JK.
A perseguição da Globo ao Jango.
A perseguição da Globo ao Brizola.
A perseguição da Globo ao Lula.
A perseguição da Globo à Dilma.
A perseguição da Globo a qualquer um dos trabalhistas.

Luiz Carlos Prestes: Coluna, Olga, PCB, prisão, ALN, ilegalidade, guerra fria... Introdução ao Golpe de 64.

Desse vídeo: https://youtu.be/q6rYOTeptPs
Desse vídeo: https://youtu.be/dZLHlio62O4
Desse vídeo: https://youtu.be/13AS0HJDmWE
Desse vídeo: https://youtu.be/HdjA6kpLHpc
Desse vídeo: https://youtu.be/92GRBDUPI0c
Desse vídeo: https://youtu.be/2BTZBuH2nD0
Desse vídeo: https://youtu.be/i_hJDNvaeKM

------------------------
Você realmente não conhece nada de como estes órgãos de imprensa grandes funcionam e muito menos as várias pessoas seríssimas que trabalham neles
------------------------

Gostaria de acreditar no que você acredita...
Queria viver no mundo que você vive....

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)

===================================================================
Documentário "Liberdade, essa palavra" - Sobre censura na imprensa mineira na época do governo Aécio Neves.

===================================================================
Vídeos com histórias do Luiz Carlos Azenha

Publicado em 8 de mai de 2013
Entrevista Coletiva com Luiz Carlos Azenha 
Luiz Carlos Azenha é jornalista, repórter na Rede Record desde 2008 e editor do blog Viomundo. Trabalhou em várias emissoras como Globo, SBT e foi correspondente internacional nos EUA pela Manchete. Cobriu os encontros de Ronald Reagan e Gorbatchev que precederam o fim da guerra fria, a queda do muro de Berlim, as Copas de 1990 e 1998 e Olimpíadas de Atlanta em 1996. Ganhou dois prêmios Vladimir Herzog e hoje se dedica em publicar no blog de forma crítica os fatos que são vistos na mídia.
TVPUC-SP



Publicado em 8 de mai de 2013
Entrevista Coletiva com Luiz Carlos Azenha 
Luiz Carlos Azenha é jornalista, repórter na Rede Record desde 2008 e editor do blog Viomundo. Trabalhou em várias emissoras como Globo, SBT e foi correspondente internacional nos EUA pela Manchete. Cobriu os encontros de Ronald Reagan e Gorbatchev que precederam o fim da guerra fria, a queda do muro de Berlim, as Copas de 1990 e 1998 e Olimpíadas de Atlanta em 1996. Ganhou dois prêmios Vladimir Herzog e hoje se dedica em publicar no blog de forma crítica os fatos que são vistos na mídia.
TVPUC-SP



Azenha ficou conhecido pela famosa entrevista exclusiva com o ex-líder soviético Gorbatchev em 1988. Cobriu a crise no Panamá que levou à invasão do País por parte dos EUA, fez uma série especial sobre o Iraque. Nasceu em Bauru, já trabalhou na Manchete, SBT, Record e Rede Globo. Hoje, além de repórter da TV Record, dedica-se ao blog Viomundo: o que você não pode ler nem ver na mídia. Recentemente foi condenado, em primeira instância, a pagar R$ 30 mil ao diretor da Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, por suposta campanha difamatória na rede. Azenha anunciou o fim do Viomundo. Após o apoio dos leitores Azenha resolveu manter o blog.


Luiz Carlos Azenha (Vi o Mundo) fala sobre Globo, imprensa e carreira #posTV

Enviado em 23 de set de 2011
O jornalista Luiz Carlos Azenha, do blog Vi o Mundo, fala sobre parcialidade política na Globo, carreira, imprensa e muito mais. Programa recorde de audiência.


Memórias Ecanas com Luiz Carlos Azenha
Este vídeo é resultado do trabalho desenvolvido pelo Prof. Dr. Paulo Nassar com seus alunos do 6º semestre do curso de Relações Públicas da ECA/USP, em 2014, para a disciplina de Produção Audiovisual. Neste depoimento, o jornalista e editor do blog Viomundo conta suas histórias Ecanas e suas andanças pelo mundo. Este é um projeto contínuo sobre as Memórias Ecanas, em que são apresentadas diversas memórias de quem faz história na ECA.


Fórum de debates UFSCar (2016): O papel das mídias alternativas e webrádios - Luiz Carlos Azenha
5a edição do Fórum de Debates da UFSCar, série O que está acontecendo no Brasil? - com o jornalista Luiz Carlos Azenha. Debatedor: Wilson Alves-Bezerra


Azenha: Como o FBI chega à Globo


Redes Sociais e Ativismo
Com mediação do jornalista Pedro Alexandre Sanches, o primeiro debate do projeto Ideias Online 2013/2014 -- Informação, Arte e Cultura Digital contou com a presença do VJ PC Siqueira e do jornalista e blogueiro Luiz Carlos Azenha (foto), do Vi o Mundo. As manifestações de junho, o jornalismo que se faz hoje na grande imprensa e na web, a atuação cada vez mais marcante da mídia ninja foram alguns dos temas tratados durante o encontro.


Edição 90: O estabelecimento de leis que regrem a prestação de serviços de comunicação do país, para democratizar a concessão de empresas e verbas de publicidade, bem como pluralizar a produção de conteúdo jornalístico, esteve em debate no Momento Bancário, dentro das comemorações dos 90 anos de fundação do Sindicato. A presidenta Juvandia Moreira recebeu como convidados o professor de Comunicação da USP, Laurindo Leal, o blogueiro Luiz Carlos Azenha, do Viomundo, e o coordenador da Rede Brasil Atual Paulo Salvador

Protógenes e Convidados
 Na transmissão de ontem, recebi três convidados especiais que me ajudaram a fazer um talk-show descontraído e informativo: o premiado jornalista Luiz Carlos Azenha, diretor do site Viomundo; o metalúrgico Marcelo Toledo, do núcleo de base da CTB/ Oposição SCS e o ativista da agricultura familiar Humberto Miguez, da FETAESP. Este foi o segundo programa, no qual procurei deixar bem claro que a TV Protógenes não é apenas a minha voz; é a sua também, é a nossa voz. Nossa "emissora" não tem estúdios enormes, equipamentos sofisticados, nem um elenco de estrelas, nem quer que você compre produtos de seus patrocinadores. O que nós queremos é que você pense e construa junto conosco um país do qual possamos nos orgulhar e um dia proclamar: eu vivo aqui não só porque nasci aqui, mas porque este é o melhor país do mundo.

Entrevista Record - Bastidores da Notícia: Luiz Carlos Azenha (2011)
O jornalista do Jornal da Record é o convidado do programa e fala sobre reportagens marcantes que fez para a Record. Assista!

Jornalistas na cobertura da crise política (Progr. VER TV / TV Brasil)
As emissoras de TV e a mídia, em geral, atuam com desenvoltura no atual momento político brasileiro. Mas quem coloca as notícias no ar – ou no papel – são jornalistas, empregados das empresas de comunicação. Este Ver TV debate a conduta desses profissionais em meio à crise.

Lalo Leal conversa com o jornalista Luiz Carlos Azenha, da Rede Record e do blog Viomundo, com a colunista política Maria Ines Nassif, editora do portal Carta Maior, e com o jornalista e publicitário Chico Malfitani.

“A gente não tem na verdade nenhum tipo de regulação. A batalha pela regulação da mídia no Brasil existe justamente porque não temos nenhum tipo de regulação”, opina Azenha. Para Malfitani, “os jornalistas são intelectuais orgânicos. Ou se adéquam à conformação ideológica ou ficam isolados ou não fazem carreira”, define.

Depois de trabalhar por vários anos em diferentes veículos de comunicação, A jornalista Cynara Menezes tornou-se independente e hoje administra seu próprio blog: Socialista Morena. Ela comenta as dificuldades na cobertura da atual crise política.

O jornalista, escritor e pesquisador Muniz Sodré, que leciona na Universidade Federal do Rio de Janeiro, explica as transformações pelas quais passam estudantes de jornalismo ao deixar a faculdade rumo ao mercado de trabalho.

Em Portugal, uma lei garante ao jornalista o direito de se recusar a produzir matérias contrárias a sua consciência. A pesquisadora Otilia Leitão, da Universidade Nova de Lisboa, defendeu dissertação de mestrado sobre a "Cláusula de Consciência e os conselhos de redação na autorregulação dos jornalistas." De Lisboa, por Skype, ela detalha a aplicação e a prática dessas determinações legais.


Blog VioMundo www.viomundo.com.br/
===================================================================
Vídeos com histórias do Roberto Requião






===================================================================
Esse é o Texto que foi divulgado no Blog do Jorge Furtado, mas que na verdade foi de autoria de Malu Aires:

Lula é o cara chato que cobrava propina da UTC?Não. Esse era o Aécio.
Lula recebia 1/3 da propina de Furnas?Não. Esse é o Aécio também.
O helicóptero com 450kg de cocaína era do amigo do Lula?Não. Era do amigo do Aécio.
Lula comandava o estado que roubou R$1 bilhão do Metrô e da CPTM?Não. Esses são o Serra e o Alckmin.
Lula tá envolvido no roubo de R$2 bilhões da merenda?Não. É o Alckmin também.
Lula pegou emprestado o jatinho do Youssef?
Não. Esse era Álvaro Dias.
Lula foi o cara que montou o esquema Petrobras com Cerveró, Paulo Roberto Costa e Delcídio?Não. Esse era o FHC.
Lula nomeou o genro diretor da Petrobras?Não. Foi o FHC também.
Lula é o compadre do banqueiro André Esteves?Não. Esse era o Aécio, de novo.
Lula é meio-primo de Gregório Marin Preciado, aquele que levou US$15 milhões na venda de Pasadena?Não. Esse é o Serra, aquele que a Lava-Jato apresenta com tarja preta pra imprensa.
Lula foi descoberto com uma dezena de contas no exterior, ameaçou testemunhas, prejudicou alguma investigação?Não. Esse é o Cunha, aliado da oposição.
Lula ameaçou empresários, exigiu US$5 milhões, só de um deles?Não. Esse também é o Cunha, o homem do impeachment da oposição.
O filho do Lula aparece na revista de milionários Forbes?Não. É a filha do Serra…
Isso é para quem acha que Moro e turma querem combater a corrupção.
Jorge Furtado é cineasta.
***
Atualizado à 14:25, de 11/3/2016. O Limpinho recebeu um comentário afirmando que o texto acima é de Malu Aires. Com isso, na dúvida, publicamos os dois.
Malu Aires, via Facebook em 27/1/2016Depois de pôr em liberdade todos os ex-diretores da Petrobras que roubaram a empresa por mais de 20 anos, engordando caixas dos partidos PSDB, PMDB e PP, operadores que já confessaram em juízo seus crimes, já devolveram, inclusive, parte do que foi roubado, outra parte, descoberta, até por autoridades estrangeiras… criminosos que receberam prêmios em dinheiro, depois de “presos”…
Me diga o que o time que já soltou Youssef um dia, que já engavetou todas as provas e contas secretas dos desvios bilionários do Banestado, pretende?
Querem Lula?
Mas Lula é o cara chato que cobrava propina da UTC?Não. Este era o Aécio.
Lula pegou emprestado o jatinho do Youssef?Não. Este era o Álvaro Dias.
Lula foi o cara que montou o esquema dentro da Petrobras com Cerveró, Paulo Roberto Costa e Delcídio?Não. Este era o FHC.
Lula é o amigo do banqueiro André Esteves?Não. Este era o Aécio, de novo.
Lula é meio-primo de Gregório Marin Preciado, aquele que levou US$15 milhões na venda de Pasadena?Não. Este é o Serra. Aquele que a Lava-Jato apresenta com discreta tarja preta pra imprensa.
Lula foi descoberto com uma dezena de contas no exterior, ameaçou testemunhas, prejudicou alguma investigação?
Não. Este é o Cunha.
Lula ameaçou empresários, exigiu R$5 milhões de dólares, só de um deles?Não. Este também é o Cunha.
Se a Lava-Jato e seus operadores não estão montando um esquema de desvio de investigações, um esquema pra lavar a grana suja dos maiores saqueadores da República, não vejo outra explicação pra essa palhaçada.
Não, meus amigos, eles não querem acabar com o PT ou se vingar do melhor governo que este país já mereceu. Isso é consequência que, se vier, brindarão com champanhe em algum endereço chique de Brasília ou Higienópolis. Querem é limpar a barra dos parceiros do crime que pretendia vender a Petrobras mais barato que a Vale, desmontar nosso esquema de defesa militar e colocar este país num caos político que alimentasse um caos social, um caos econômico e um desgaste internacional, sem precedentes. Isto sim, valeria um grande brinde. E prêmio ainda mais vergonhoso que este aí.

===================================================================

Esse é outro texto do Blog de Jorge Furtado que acrescentei alguns links do Especial É tudo um assunto só:
O que eu acrescentei coloquei de Verde.

Alguém aí é a favor da corrupção?


Eu imagino que todos queiram o melhor para o Brasil, que todos sejam contra a corrupção (menos quem suborna fiscais da receita ou esconde dinheiro na Suíça), todos queiram menos violência (menos quem vende armas e sistemas de segurança), melhor saúde pública (menos os serviços privados de saúde), melhor educação pública (menos os donos de escolas privadas), querem sanear a Petrobras (menos quem quer entregar o pré-sal às petroleiras americanas), enfim, todos desejam o que é melhor para o bem comum. A questão é: como conseguir isso? Não é com adjetivos e pontos de exclamação, nem com falácias, hipocrisia e falsas polêmicas.
O combate à corrupção – samba de uma nota só de uma oposição sem qualquer proposta para o país – deve ser permanente e impiedoso, o ladrão de dinheiro público é o pior dos bandidos, tira dinheiro dos hospitais, da educação e da segurança pública, prisão para eles é pouco, deve ter seus bens confiscados, deve ser impedido a todo custo de voltar a praticar seus crimes. Há muita corrupção em todos os governos, e não me parece que qualquer outro governo que já tivemos combateu mais a corrupção do que este. Quem tem boa memória lembra da compra de votos para a reeleição de FHC, da roubalheira que foi a privataria, do engavetador da república, que impedia qualquer investigação, com a cumplicidade de uma imprensa dócil e governista, com raríssimas exceções.
Imagino que os meus amigos que ignoram ou menosprezam os avanços dos governos populares para a maioria da população (ver lista no final do texto) estejam mal informados, o que não é difícil, já que a cobertura política da grande imprensa brasileira se tornou quase totalmente inútil quando abandonou o jornalismo para fazer oposição (ela, que sempre foi ferozmente governista, apoiou a ditadura, apoiou Sarney, inventou Collor, apoiou incondicionalmente FHC), e muitos jornalistas que sobraram por lá, com honrosas exceções, defendem os interesses e os pontos de vista dos seus patrões.
Sugiro a estes meus amigos que procurem diversificar suas fontes de informação, para não se tornarem cúmplices de um golpe contra a democracia brasileira, mais um, tramado pela elite de sempre com o apoio dos jornais de sempre. Ia ser engraçado (na verdade, trágico para o país) se a Dilma, uma pessoa evidentemente honesta, sobre a qual não há qualquer acusação razoável, fosse empichada por um congresso corrupto, presidido por Renan Calheiros (que era o Ministro da Justiça e, portanto, chefe da Polícia Federal no governo FHC) e Eduardo Cunha (nada pode ser pior) (Veja aqui: Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?), ambos acusados há décadas por dúzias de falcatruas, e por juízes do TCU, também acusados por receber suborno, isto sob o clamor de uma imprensa cujos proprietários escondem dinheiro em contas na Suíça 
e subornam fiscais para não pagar impostos 
É a mesma imprensa que dá manchetes mentirosas, sem qualquer verificação, contra o governo e seus aliados, e cobre de tarjas pretas o nome de José Serra, citado nas investigações da Lava Jato. (Imagino o que esta imprensa diria de Dilma se ela construísse um aeroporto privado na fazenda de um tio ou financiasse, com dinheiro público, veículos de comunicação de propriedade de seus parentes, como fez Aécio Neves. )
 Enfim, aos mal informados, que repetem as manchetes que escutam, sugiro que se informem melhor 
Aos que sabem o que se passa mas fingem que não sabem, a oposição, que recebeu as mesmas doações suspeitas dos mesmos empresários presos, sugiro que tentem ganhar uma eleição. Nas últimas quatro eleições, em dois turnos, o PT ganhou todas, está oito a zero, um vareio maior que Alemanha e Brasil. Para ganhar uma eleição a oposição precisa ter alguma proposta para o país, o que parece não ser o caso.
Não sou filiado a nenhum partido, já votei em vários, e tenho muitas críticas ao PT, 
(Eu também tenho, veja aqui: Resposta ao "Em defesa do PT"
em quem voto (e provavelmente votarei outra vez) porque as opções a ele são bem piores. (O dr. Dráuzio Varela não é candidato, infelizmente). O PT cometeu toneladas de erros, tem muita corrupção no governo (sempre teve), mas é bizarro, trágico, que aqueles que sempre governaram o país e o transformaram na sociedade mais injusta do planeta, queiram dar um golpe contra um governo recém eleito pela maioria da população, um governo que não engaveta investigações, onde corruptores vão para a cadeia (graças a uma lei promulgada pela Dilma em 2013, que pune também os corruptores), um governo cuja Polícia Federal desbaratou uma quadrilha que sangrava a Petrobrás, segundo o Ministério Público e vários delatores, desde 1997 (ainda no primeiro governo de FHC).
Acho que as pessoas que defendem um golpe contra o governo eleito se dividem em duas: as mal informadas e as mal intencionadas. 
Espero que os meus amigos, alguns que estão embarcando nesta corrente golpista, estejam entre os mal informados.
X
Afinal, o PT fracassou em que mesmo?
1. Produto Interno Bruto:
2002 – R$ 1,48 trilhões
2013 – R$ 4,84 trilhões
2. PIB per capita:
2002 – R$ 7,6 mil
2013 – R$ 24,1 mil
3. Dívida líquida do setor público:
2002 – 60% do PIB
2013 – 34% do PIB
4. Lucro do BNDES:
2002 – R$ 550 milhões
2013 – R$ 8,15 bilhões
5. Lucro do Banco do Brasil:
2002 – R$ 2 bilhões
2013 – R$ 15,8 bilhões
6. Lucro da Caixa Econômica Federal:
2002 – R$ 1,1 bilhões
2013 – R$ 6,7 bilhões
7. Produção de veículos:
2002 – 1,8 milhões
2013 – 3,7 milhões
8. Safra Agrícola:
002 – 97 milhões de toneladas
2013 – 188 milhões de toneladas
9. Investimento Estrangeiro Direto:
2002 – 16,6 bilhões de dólares
2013 – 64 bilhões de dólares
10. Reservas Internacionais:
2002 – 37 bilhões de dólares
2013 – 375,8 bilhões de dólares
11. Índice Bovespa:
2002 – 11.268 pontos
2013 – 51.507 pontos
12. Empregos Gerados:
Governo FHC – 627 mil/anoGovernos
Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano
13. Taxa de Desemprego:
2002 – 12,2%
2013 – 5,4%
14. Valor de Mercado da Petrobras:
2002 – R$ 15,5 bilhões
2014 – R$ 104,9 bilhões
15. Lucro médio da Petrobras:
Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano
Governos Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano
16. Falências Requeridas em Média/ano:
Governo FHC – 25.587
Governos Lula e Dilma – 5.795
17. Salário Mínimo:
2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas)
2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas)
18. Dívida Externa em Relação às Reservas:
2002 – 557%
2014 – 81%
19. Posição entre as Economias do Mundo:
2002 – 13ª
2014 – 7ª
20. PROUNI – 1,2 milhões de bolsas
21. Salário Mínimo Convertido em Dólares:
2002 – 86,21
2014 – 305,00
22. Passagens Aéreas Vendidas:
2002 – 33 milhões
2013 – 100 milhões
23. Exportações:
2002 – 60,3 bilhões de dólares
2013 – 242 bilhões de dólares
24. Inflação Anual Média:
Governo FHC – 9,1%
Governos Lula e Dilma – 5,8%
25. PRONATEC – 6 Milhões de pessoas
26. Taxa Selic:
2002 – 18,9%
2015 – 14,25%
27. FIES – 1,3 milhões de pessoas com financiamento universitário
28. Minha Casa Minha Vida – 1,5 milhões de famílias beneficiadas
29. Luz Para Todos – 9,5 milhões de pessoas beneficiadas
30. Capacidade Energética:
2001 – 74.800 MW
2013 – 122.900 MW
31. Criação de 6.427 creches
32. Ciência Sem Fronteiras – 100 mil beneficiados
33. Mais Médicos (Aproximadamente 14 mil novos profissionais): 50 milhões de beneficiados
34. Brasil Sem Miséria – Retirou 22 milhões da extrema pobreza
35. Criação de Universidades Federais:
Governos Lula e Dilma – 18
Governo FHC – zero
36. Criação de Escolas Técnicas:
Governos Lula e Dilma – 214
Governo FHC – 0
De 1500 até 1994 – 140
37. Desigualdade Social:
Governo FHC – Queda de 2,2%
Governo PT – Queda de 11,4%
38. Produtividade:
Governo FHC – Aumento de 0,3%
Governos Lula e Dilma – Aumento de 13,2%
39. Taxa de Pobreza:
2002 – 34%
2012 – 15%
40. Taxa de Extrema Pobreza:
2003 – 15%
2012 – 5,2%
41. Índice de Desenvolvimento Humano:
2000 – 0,669
2005 – 0,699
2012 – 0,730
42. Mortalidade Infantil:
2002 – 25,3 em 1000 nascidos vivos
2012 – 12,9 em 1000 nascidos vivos
43. Gastos Públicos em Saúde:
2002 – R$ 28 bilhões
2013 – R$ 106 bilhões
44. Gastos Públicos em Educação:
2002 – R$ 17 bilhões
2013 – R$ 94 bilhões
45. Estudantes no Ensino Superior:
2003 – 583.800
2012 – 1.087.400
46. Risco Brasil (IPEA):
2002 – 1.446
2013 – 224
47. Operações da Polícia Federal:
Governo FHC – 48
Governo PT – 1.273 (15 mil presos)
48. Varas da Justiça Federal:
2003 – 100
2010 – 513
9. 38 milhões de pessoas ascenderam à Nova Classe Média (Classe C)
50. 42 milhões de pessoas saíram da miséria
FONTES:
47/48 – http://www.dpf.gov.br/agencia/estatisticas
39/40 – http://www.washingtonpost.com
42 – OMS, Unicef, Banco Mundial e ONU
37 – índice de GINI: http://www.ipeadata.gov.br
45 – Ministério da Educação
13 – IBGE26 – Banco Mundial
Especial: É tudo um assunto só!

Outro dia discutindo sobre as manifestações do dia 15, sobre crise do governo e a corrupção da Petrobrás eu perguntei a ele se tinha acompanhado a CPI da Dívida Pública. Então ele me respondeu: Eu lá estou falando de CPI?! Não me lembro de ter falado de CPI nenhuma! Estou falando da roubalheira... A minha intenção era dizer que apesar de ter durado mais de 9 meses e de ter uma importância ímpar nas finanças do país, a nossa grande mídia pouco citou que houve a CPI e a maioria da população ficou sem saber dela e do assunto... Portanto não quis fugir do assunto... é o mesmo assunto: é a política, é a mídia, é a corrupção, são as eleições, é a Petrobras, a auditoria da dívida pública, democracia, a falta de educação, falta de politização, compra de votos, proprina, reforma política, redemocratização da mídia, a Vale, o caso Equador, os Bancos, o mercado de notícias, o mensalão, o petrolão, o HSBC, a carga de impostos, a sonegação de impostos,a reforma tributária, a reforma agrária, os Assassinos Econômicos, os Blog sujos, o PIG, as Privatizações, a privataria, a Lava-Jato, a Satiagraha, o Banestado,  o basômetro, o impostômetro, É tudo um assunto só!...



A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?


Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O tempo passa... O tempo voa... E a memória do brasileiro continua uma m#rd*


As empresas da Lava-jato = Os Verdadeiros proprietários do Brasil = Os Verdadeiros proprietários da mídia.

Desastre na Barragem Bento Rodrigues <=> Privatização da Vale do Rio Doce <=> Exploração do Nióbio



Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!


Trechos do Livro "Confissões de um Assassino Econômico" de John Perkins 

Meias verdades (Democratização da mídia)

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.

O caso grego: O fogo grego moderno que pode nos dar esperanças contra a ilegítima, odiosa, ilegal, inconstitucional e insustentável classe financeira.


A PLS 204/2016, junto com a PEC 241-2016 vai nos transformar em Grécia e você aí preocupado com Cunha e Dilma?!

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)


Depoimento do Lula: "Nunca antes nesse país..." (O país da piada pronta)
(Relata "A Privataria Tucana", a Delação Premiada de Delcidio do Amaral e o depoimento coercitivo do Lula para a Polícia Federal)


Seminário Nacional - Não queremos nada radical: somente o que está na constituição.

Seminário de Pauta 2015 da CSB - É tudo um assunto só...

UniMérito - Assembleia Nacional Constituinte Popular e Ética - O Quarto Sistema do Mérito 

Jogos de poder - Tutorial montado pelo Justificando, os ex-Advogados Ativistas
MCC : Movimento Cidadão Comum - Cañotus - IAS: Instituto Aaron Swartz


As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado

Quem inventou o Brasil: Livro/Projeto de Franklin Martins (O ex-guerrilheiro ouve música)

Eugênio Aragão: Carta aberta a Rodrigo Janot (o caminho que o Ministério público vem trilhando)


Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"



Comentários políticos com Bob Fernandes.

Ricardo Boechat - Talvez seja ele o 14 que eu estou procurando...



PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público

Pedaladas Fiscais - O que são? Onde elas vivem? Vão provocar o impeachment da Dilma?

Como o PT blindou o PSDB e se tornou alvo da PF e do MPF - É tudo um assunto só!


InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social

Ajuste Fiscal - Trabalhadores são chamados a pagar a conta mais uma vez


Resposta ao "Em defesa do PT"

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)



Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!


Questões de opinião:

Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?




Sobre a Ditadura Militar e o Golpe de 64:

Dossiê Jango - Faz você lembrar de alguma coisa?

Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.


Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.


Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.


Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.



Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países?

Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 

Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos

Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.





Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!

Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.

Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos


Sobre CBF/Globo/Corrupção no futebol/Acompanhando a CPI do Futebol:

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K

A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!

Revolução no futebol brasileiro? O Fim da era Ricardo Teixeira. 

Videos com e sobre José Maria Marin - Caso José Maria MarinX Romário X Juca Kfouri (conta anonima do Justic Just ) 

Do apagão do futebol ao apagão da política: o Sistema é o mesmo



Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)



Acompanhando o Governo Michel Temer

Acompanhando o Governo Michel Temer I