Magazine Luiza

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)



Antes de entrar no assunto, quero desejar feliz ano novo para todos, já que passou o carnaval e agora começou o ano de verdade!

Devo dizer que depois que acabou o ano passado e antes de começar esse atual ano atualizei os posts:

Comentários políticos com Bob Fernandes. 

Com novos comentários do Bob Fernandes;

As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar


Com novas histórias do ex-marido da Patrícia Pillar;



Com novos eventos de lançamentos do livro O 4°Poder;

Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"

Com novos textos do Luiz Flávio Gomes.


Faço essa observação porque esse post nasceu quando eu estava atualizando o post



Quem não viu o post passe lá primeiro para saber do que estou falando.

A intensão era atualizar o post com outras palestras/participação em programas  que a Maria Lúcia Fatorelli participou depois que escrevi o post.

E deparei com esse evento, a Concessão do Prêmio Transparência e Fiscalização Pública, onde  a Câmara de deputados premiaram a  Maria Lúcia Fatorelli Carneiro. 

Então devo-me expressar, já pedindo desculpas pelo termo xulo: "Chupa SpotNiks!!", já que nesse post Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa., eu discuto um artigo que saiu no site/blog Spotniks com o título "Sabe aquele papo de que 45% dos seus impostos são usados para pagar a dívida? Então, é mentira." com argumentos defendidos pela Auditoria pública cidadã.

E agora posso dizer que defendo idéias de uma brasileira premiada!!
 

Chupa  SpotNiks !!!!!

Nesta quarta-feira, 9 de dezembro, às 9 h, em Sessão Solene no Plenário Ulisses Guimarães, será concedido o Prêmio Transparência e Fiscalização Pública edição 2015. Os agraciados são: Prêmio Mário Covas (categorial Governamental) concedido à Controladoria-Geral da União. Prêmio José Alencar da Silva (categoria Sociedade Civil) concedido a Maria Lúcia Fattorelli Carneiro.
A Mesa da Câmara e a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFCC) promovem a entrega do Prêmio Transparência e Fiscalização Pública - Edição 2015 – nesta quarta-feira, 9 de dezembro, às 9h, em Sessão Solene no Plenário Ulisses Guimarães. Este ano, foram agraciados a Controladoria-Geral da União (CGU), órgão do Poder Executivo, e a coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida do Brasil, entidade da sociedade civil, Maria Lúcia Fatorelli Carneiro.

A CGU foi contemplada na categoria governamental, destinada a órgão, entidade, programa ou agente da administração pública direta ou indireta de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal ou dos Municípios. Fatorelli Carneiro foi escolhida na categoria Sociedade Civil, pela melhor experiência de fiscalização da administração pública realizada por pessoa, entidade ou conjunto de entidades com atuação social.

Os deputados da CFFC escolhem os agraciados, por maioria. Os nomes são indicados por membros da Comissão, líderes partidários e presidentes de outras comissões permanentes da Câmara dos Deputados. A cada ano, um homenageado é escolhido para patrono em cada categoria. Na Governamental, o patrono este ano é ex-governador de São Paulo, Mário Covas. Na categoria Sociedade Civil, o homenageado escolhido pela CFFC é o ex-vice-presidente José Alencar da Silva. Os patronos são indicados por deputados da Comissão.

Leitura do discurso enviado pelo Ex-Presidente da TeleRJ, atual presidente da Câmara Eduardo Cunha:







Fala da Maria Lúcia Fatorelli Carneiro:


Fala do Deputado Heráclito Fortes, PSB/PI










Nessa premiação destaco três momentos, dois hilários e um sério:
No segundo vídeo tem a leitura do discurso enviado pelo Eduardo Cunha, ex-presidente da TeleRJ(aquele que adora transparência em suas licitações de catálogos de telefone e de transparências nas contas suíças, que ele mostrou para a população brasileira com tanta boa-fé Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?)

O Eduardo Cunha não deu as caras, mas um de seus aliados sim, no 11° vídeo tem a fala do Deputado Heráclito Fortes, PSB/PI, ex-Arena, ex-PFL, ex-Democrátas, ex-PP e ex-informante da embaixada americana, segundo arquivos vazados pela WikiLeaks, discursou contando uma historinha de que antigamente alguém saia de Brasilia voltava para a sua terra natal e contava a lorota que ele quisesse que era a verdade absoluta. Hoje se você fizer isso até o porteiro do aeroporto te desmente!  De onde será que ele tirou essa história?!

O momento sério é o 9°vídeo quando em sua fala Fatorelli pergunta, aquelas curiosidades do gato, como ela tem feito... Alguns trechos:
"Estou certa que esse prêmio se deve à dedicação VOLUNTÁRIA nos últimos 15 anos, à auditoria cidadã da dívida."

"Infelizmente é flagrante o desrespeito à nossa carta magna. A auditoria [cidadã da dívida] tem denunciado esse desrespeito: Não há a devida transparência!
Quem são os detentores da dívida pública? Não sabemos!
Essa informação tem sido considerada sigilosa no Brasil, o que é inaceitável, pois a dívida é pública e paga por todos nós.
Qual é a contrapartida dessa dívida interna que já alcança 3,8 Trilões de reais? [Trilhões, com T de Trouxas] Não sabemos!
Porque compramos títulos da dívida externa pagando ágil, que chegou a 70%?
Quais as dívidas externas privadas tem se tornado dívidas públicas?
Quem são os beneficiados dessas operações de Swaap cambial que receberam um total de 207 Bilhões de reais [Bilhões, com B de Bobocas], de setembro do ano passado a setembro desse ano?
Quem são os beneficiario das operações de mercado aberto que geram dívidas em torno de 1 Trilhão de reais? [Trilhão, com T de Trouxas] "

Portanto, para falar esse CHUPA SpotNiks !!!!! Para contar essa história da premiação, e para atender uma reclamação, de que cada post é uma sequencia enorme de vídeos que fica impossível ver todos (o que eu questiono, você não tem tempo de ver todos os capítulos da novela ou todos os episódios do Jornal Nacional, uma ficção pior do que as novelas? Mas aceito quando o argumento é: "fica pesado carregar um só post, que tem muitos vídeos, separe que melhora a navegação do Blog..." Bom, se o pedido é técnico, vou atendê-lo! :-) 

Então preferi colocar as atualizações de palestras e programas nesse post separado. 


Mas não sem antes declarar meu apoio à campanha derruba o veto (http://www.auditoriacidada.org.br/derrubaoveto/), para aqueles que consideram erroneamente que eu apoio o governo (já fiz minhas críticas ao modo PT de governar o Brasil aqui na Resposta ao "Em defesa do PT")


O vídeo que abre o post é nossa premiada brasileira convocando a população para apoiar mais essa bobagem feita pelo governo Dilma, aqui uma pequena explicação e também o apoio do roqueiro Tico Santa Cruz ( https://www.facebook.com/ticosantacruz/videos/824329331033042/) e do paranaense Roberto Requião




Os 10 motivos para derrubar o Veto da Dilma!!


1
A auditoria da dívida está prevista na Constituição Federal de 1988, art. 26 do ADCT, mas nunca foi realizada.

2
Em 2009/2010, a CPI da Dívida realizada na Câmara dos Deputados encontrou diversos indícios de ilegalidade na dívida brasileira, apesar de diversos documentos terem sido negados à CPI pelo Banco Central e Ministério da Fazenda.

3
A Controladoria da União respondeu à CPI que nunca auditou a dívida.

4
A dívida pública é, de longe, o maior gasto do governo, consumindo quase R$ 1 trilhão por ano do orçamento público, sendo metade apenas para pagamento de juros.

5
A dívida pública representa quase 50% do orçamento federal, enquanto educação e saúde recebem menos de 4% cada.

6
Até hoje não se sabe exatamente de onde essa dívida surgiu, quais são seus contratos, porque pagamos esses valores e para quem são pagos.

7
Recentemente o Tribunal de Contas da União elencou dezenas de irregularidades na dívida pública e recomendou auditoria.

8
A sociedade que paga a conta tem o direito à transparência sobre a dívida pública e o direito de participar das investigações.

9
A auditoria da dívida já deu certo no Equador, que conseguiu anular 70% da dívida externa, liberando recursos para investimentos e desenvolvimento socioeconômico.

10
Quem não deve, não teme.




Somos todos auditores
Maria Lucia Fattorelli [i]
O veto de Dilma à realização da auditoria da dívida com participação da sociedade civil tem provocado reações equivocadas, como a de Laura Carvalho publicada pela Folha em 21/01/2016.
A auditoria da dívida está prevista na Constituição de 1988 e nunca foi realizada. Portanto, lutar pela auditoria significa defender a Constituição.
Se a dívida é pública e tem sido paga por todos nós, precisamos saber que dívida é essa, como ela surgiu, quem se beneficiou, onde foram aplicados os recursos, quanto efetivamente recebemos e quanto é referente a mecanismos que geram dívida sem contrapartida, decorrentes de operações não transparentes realizadas pelo Banco Central (swap cambial e compromissadas).
Sequer sabemos para quem pagamos a dívida, pois os nomes dos rentistas detentores dos títulos é “informação sigilosa”.
A auditoria se fundamenta em dados e documentos oficiais e deveria ser rotina.
A dívida brasileira cresce aceleradamente e tem o custo mais elevado do mundo devido aos injustificáveis juros abusivos. A dívida federal interna alcançou R$ 3,8 trilhões, desde setembro/2015, e a externa bruta, US$ 556 bilhões.
Todo ano, o pagamento de juros e amortizações dessa dívida consome quase a metade do orçamento federal. Em 2015, consumiu cerca de R$ 1 trilhão, sendo a maior parte referente a juros sobre juros, o que configura Anatocismo e é ilegal.
Muitos desconhecem o disposto no art. 167 da Constituição, que proíbe a utilização da dívida para pagar despesas correntes, tais como juros, salários, gastos de manutenção da máquina pública, entre outros. Conhecida como “Regra de Ouro”, tal proibição não tem sido levada em conta quando se trata de privilégio aos rentistas, já que o governo tem emitido títulos para pagar juros, aumentando a dívida em escala exponencial.
Os órgãos de controle não auditam a dívida pública e o Portal da Transparência não detalha seus pagamentos, apesar de ser o maior gasto federal.
O superávit primário representa apenas parte dos recursos destinados ao pagamento anual da dívida (receitas tributárias e de privatizações). Outras fontes vão diretamente para a dívida, tais como: emissão de novos títulos; juros e amortizações pagos por estados e municípios à União; lucros do Banco Central e de empresas estatais; rendimentos do Tesouro.
Laura Carvalho afirma que “não há dúvidas de que bandalheiras históricas estão na origem de parte da dívida atual”. Sucessivas renegociações da “bandalheira original” não tornam a dívida atual regular. Algo nulo na origem é sempre nulo. Daí o mérito da auditoria desde a origem.
A anulação de 70% da dívida externa do Equador se respaldou na auditoria que comprovou ilegalidades e fraudes, como a transformação Brady, em Luxemburgo, de dívida prescrita em novos títulos. O histórico da nossa dívida naquele período é idêntico, tendo sido transformada em títulos em Luxemburgo para em seguida servir de moeda para comprar empresas privatizadas, ou transformar-se em outros títulos da dívida externa ou interna, que no início do Plano Real pagavam taxas que chegaram a 45%!
A dívida é um esquema de transferência de recursos públicos para o setor financeiro, como evidenciam os bilionários lucros dos bancos, apesar da desindustrialização, queda no comércio, desemprego e até encolhimento do PIB.
A dívida tem sido a principal responsável pelo cenário de escassez em que vivemos, incompatível com a nossa realidade de abundância. Por isso exigimos completa auditoria, com participação cidadã.
[i] Coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida

Agora sim!!
Vai começar...

As aventuras de uma premiada brasileira!

Já que não dá para usar a Globo, a Veja, os diários associados ou a Folha, nossa premiada brasileira viaja o Brasil  todo por faculdades, sindicatos e algumas TVs públicas mostrando a verdade escondida pela cortina de fumaça que nossa mídia oligárquica e cartelizada produz...






Outubro 2016


Setembro 2016







Transmitido ao vivo em 5 de set de 2016
Auditoria Cidadã da Dívida denuncia os riscos do PLS 204/2016, esquema que visa legalizar geração de dívida pública



CDH - Comissão de Direitos Humanos - 12/09/2016



PEC 241/16 - NOVO REGIME FISCAL - Audiência Pública - 12/09/2016 - 14:51


Agosto 2016

Evento realizado em 29 de agosto de 2016 pelo Sindicato dos Engenheiros, em parceria com AFOCEFE Sindicato, CEAPE Sindicato, FENASTC, SINDAERGS e SINTERGS, com apoio da Assembleia Legislativa, SIMPE, SINFRAJUFE, ASSUFRGS, ASAE, FESSERGS, SIMVETRS, SEMAPI e União Gaúcha em Defesa da Previdência Social e Pública, e patrocínio da Rio Sul Seguros, Fundação CEEE – SENGE Previdência e Uniodonto Porto Alegre




Junho 2016

Mesa Redonda promovida pela PÚBLICA, Central do Servidor, no dia 1 de junho de 2016.

Moderador: Antonio Carlos Fernandes Jr, Secretário Geral da Pública.
Painelistas: Maria Lúcia Fatorelli, Coordenadora do Movimento da Auditoria Cidadã da Dívida Pública, e Paulo Martins, Presidente da Auditar, Associação dos Auditores do TCU


Maio 2016


Programa Expressão Nacional, da TV Câmara, debate endividamento dos estados



Palestra promovida pela Pública com a Dra Maria Lucia Fatorelli, ocorrida em 17.05.2016, no Auditório da ABI, Rio de Janeiro








Palavra Cruzada - Dívida Pública
TV Rede Minas Abril 2016



Auditoria Cidadã da Dívida - TV ADPF (Abril/2016)
(O áudio está ruim, coloque o volume no talo...)




O sistema da dívida e o paradoxo Brasil
  

 II Congresso da CSB - Fevereiro/2016





Maria Lucia Fatorelli no sindicato metalurgicos curitiba


Felipe Vieira entrevista Maria Lucia Fatorelli sobre nota do Brasil pela S&P - Rádio Guaíba/RS (Setembro/2015)



17 de out de 2015
A auditora aposentada da receita federal e coordenadora da auditoria cidadã da dívida, Maria Lucia Fatorelli, fala em Belo Horizonte em encontro da Cidade que Queremos.

Nesse trecho do vídeo, ela mostra como o PBH Ativos S/A é uma manobra da prefeitura para não cumprir a lei de responsabilidade fiscal e aponta possibilidades instigantes de financiamento de serviços 



Maria Lucia Fatorelli SindPetro/RJ Set/2015




Maria Lucia Fatorelli na UFRJ(Setembro/2015)




Seminário com Maria Lúcia Fattorelli - A dívida pública brasileira e o caso da Grécia
Na palestra realizada no auditório do curso de Economia da UFRGS, Maria Lúcia Fattorelli, coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida e uma das responsáveis pelas auditorias da Grécia e do Equador, explica o que chama de Sistema da Dívida, o mecanismo através do qual a dívida pública brasileira se mantém em crescimento e sendo paga em dia, apesar de comprometer mais de 40% do PIB do país. Evento realizado no dia 22 de agosto de 2015.




Conferência "Dívida e Ajuste Fiscal feita pela auditora fiscal Maria Lúcia Fatorelli no Salão Nobre da UFBA. 





Asfoc-Fiocruz-Setembro/2015


Universidade Cândido Mendes (UCAM)-24/SET/2015



Muitxs - A cidade que queremos Out/2015




        TV: Bancários debate a auditoria da dívida pública    Agosto/2015



Agenda Política Especial: Dívida Pública

(UNB-TV Outubro/2014)




Palestra Maria Lucia Fattorelli -- Dívida pública e o endividamento dos estados - Sintrajufe/RS - Março/2014


Debate sobre dívida pública brasileira OAB/BA -
Janeiro 2014

A palestrante coordenadora nacional do Movimento Auditoria Cidadã da Dívida Pública, Maria Lúcia Fatorelli, convidada de Brasília. Fattoreli está entre os principais críticos da forma como se dá o endividamento externo e a dívida contraída de estados e municípios junto à União.








Seminário Sindipúblicos - Palestra Maria Lucia Fatorelli

Seminário Sindical de Formação Política aborda conjuntura econômica e projeto ES 2030 12 e 13 de dezembro de 2013, UFES.



SEEB - MA (Encontro de bancários) Outubro/2012


SINTUFF - A crise econômica e as lutas do serviço público/ Setembro 2011




Mesa 1 - SAECO 2011 - 19/09 - manhã: "A Questão da Dívida"


Auditoria Cidadã da Dívida:
TV Câmara Piracicaba/Maio2015



Seminário de Pauta 2014 - SindPD




Sua batalha faz o conhecimento ser disseminado:











Especial: É tudo um assunto só!

Outro dia discutindo sobre as manifestações do dia 15, sobre crise do governo e a corrupção da Petrobrás eu perguntei a ele se tinha acompanhado a CPI da Dívida Pública. Então ele me respondeu: Eu lá estou falando de CPI?! Não me lembro de ter falado de CPI nenhuma! Estou falando da roubalheira... A minha intenção era dizer que apesar de ter durado mais de 9 meses e de ter uma importância ímpar nas finanças do país, a nossa grande mídia pouco citou que houve a CPI e a maioria da população ficou sem saber dela e do assunto... Portanto não quis fugir do assunto... é o mesmo assunto: é a política, é a mídia, é a corrupção, são as eleições, é a Petrobras, a auditoria da dívida pública, democracia, a falta de educação, falta de politização, compra de votos, proprina, reforma política, redemocratização da mídia, a Vale, o caso Equador, os Bancos, o mercado de notícias, o mensalão, o petrolão, o HSBC, a carga de impostos, a sonegação de impostos,a reforma tributária, a reforma agrária, os Assassinos Econômicos, os Blog sujos, o PIG, as Privatizações, a privataria, a Lava-Jato, a Satiagraha, o Banestado,  o basômetro, o impostômetro, É tudo um assunto só!...




A dívida pública brasileira - Quem quer conversar sobre isso?



Escândalo da Petrobrás! Só tem ladrão! O valor de suas ações caíram 60%!! Onde está a verdade?

A revolução será digitalizada (Sobre o Panamá Papers)


O tempo passa... O tempo voa... E a memória do brasileiro continua uma m#rd*


As empresas da Lava-jato = Os Verdadeiros proprietários do Brasil = Os Verdadeiros proprietários da mídia.

Desastre na Barragem Bento Rodrigues <=> Privatização da Vale do Rio Doce <=> Exploração do Nióbio



Sobre o mensalão: Eu tenho uma dúvida!


Trechos do Livro "Confissões de um Assassino Econômico" de John Perkins 

Meias verdades (Democratização da mídia)

Spotniks, o caso Equador e a história de Rafael Correa.

O caso grego: O fogo grego moderno que pode nos dar esperanças contra a ilegítima, odiosa, ilegal, inconstitucional e insustentável classe financeira.


A PLS 204/2016, junto com a PEC 241-2016 vai nos transformar em Grécia e você aí preocupado com Cunha e Dilma?!

A PEC 241. Onde as máscaras caem.

Uma visão liberal sobre as grandes manifestações pelo país. (Os Oligopólios cartelizados)


Depoimento do Lula: "Nunca antes nesse país..." (O país da piada pronta)
(Relata "A Privataria Tucana", a Delação Premiada de Delcidio do Amaral e o depoimento coercitivo do Lula para a Polícia Federal)


Seminário Nacional - Não queremos nada radical: somente o que está na constituição.

Seminário de Pauta 2015 da CSB - É tudo um assunto só...

UniMérito - Assembleia Nacional Constituinte Popular e Ética - O Quarto Sistema do Mérito 

Jogos de poder - Tutorial montado pelo Justificando, os ex-Advogados Ativistas
MCC : Movimento Cidadão Comum - Cañotus - IAS: Instituto Aaron Swartz


As histórias do ex-marido da Patrícia Pillar

As aventuras de uma premiada brasileira! (Episódio 2016: Contra o veto da Dilma!)

A mídia é o 4° ou o 1° poder da república? (Caso Panair, CPI Times-Life)

O Mercado de notícias - Filme/Projeto do gaúcho Jorge Furtado

Quem inventou o Brasil: Livro/Projeto de Franklin Martins (O ex-guerrilheiro ouve música)

Eugênio Aragão: Carta aberta a Rodrigo Janot (o caminho que o Ministério público vem trilhando)


Luiz Flávio Gomes e sua "Cleptocracia"



Comentários políticos com Bob Fernandes.

Ricardo Boechat - Talvez seja ele o 14 que eu estou procurando...



PPPPPPPPP - Parceria Público/Privada entre Pilantras Poderosos para a Pilhagem do Patrimônio Público

Sugestão inovadora, revolucionária, original e milagrosa para melhorar a trágica carga tributária brasileira.

Pedaladas Fiscais - O que são? Onde elas vivem? Vão provocar o impeachment da Dilma?

Como o PT blindou o PSDB e se tornou alvo da PF e do MPF - É tudo um assunto só!


InterVozes - Coletivo Brasil de Comunicação Social

Ajuste Fiscal - Trabalhadores são chamados a pagar a conta mais uma vez


Resposta ao "Em defesa do PT"

Melhores imagens do dia "Feliz sem Globo" (#felizsemglobo)



Desastre em Mariana/MG - Diferenças na narrativa.

Quanto Vale a vida?!


Questões de opinião:
Questão de opinião: Maioridade penal a partir de 16 anos: seria uma boa?
Questão de Opinião: Financiamento de campanha: Público X Privado X Empresarial.
Questão de opinião: Terceirização - Temos que garantir os direitos deles ou dela? (PL 4330) (PCL 30/2015)

Eduardo Cunha - Como o Brasil chegou a esse ponto?




Sobre a Ditadura Militar e o Golpe de 64:

O Brasil Mudou. A Mídia não!

Dossiê Jango - Faz você lembrar de alguma coisa?

Comissão Nacional da Verdade - A história sendo escrita (pela primeira vez) por completo.


Sobre o caso HSBC (SwissLeaks):

Acompanhando o Caso HSBC I - Saiu a listagem mais esperadas: Os Políticos que estão nos arquivos.


Acompanhando o Caso HSBC II - Com a palavra os primeiros jornalistas que puseram as mãos na listagem.


Acompanhando o Caso HSBC III - Explicações da COAF, Receita federal e Banco Central.



Acompanhando o Caso HSBC V - Defina: O que é um paraíso fiscal? Eles estão ligados a que países?

Acompanhando o Caso HSBC VI - Pausa para avisar aos bandidos: "Estamos atrás de vocês!"... 

Acompanhando o Caso HSBC VII - Crime de evasão de divisa será a saída para a Punição e a repatriação dos recursos

Acompanhando o Caso HSBC VIII - Explicações do presidente do banco HSBC no Brasil

Acompanhando o Caso HSBC IX  - A CPI sangra de morte e está agonizando...

Acompanhando o Caso HSBC X - Hervé Falciani desnuda "Modus-Operandis" da Lavagem de dinheiro da corrupção.

Acompanhando o Caso HSBC XI - Vomitasso!! Como foi... Como deveria ter sido....




Sobre o caso Operação Zelotes (CARF):

Acompanhando a Operação Zelotes!

Acompanhando a Operação Zelotes II - Globo (RBS) e Dantas empacam as investigações! Entrevista com o procurador Frederico Paiva.

Acompanhando a Operação Zelotes III - Aberto a CPI do CARF - Vamos acompanhar!! 

Acompanhando a Operação Zelotes IV (CPI do CARF) - Apresentação da Polícia Federal, Explicação do Presidente do CARF e a denuncia do Ministério Público.

Acompanhando a Operação Zelotes V (CPI do CARF) - Vamos inverter a lógica das investigações?

Acompanhando a Operação Zelotes VI (CPI do CARF) - Silêncio, erro da polícia e acusado inocente depõe na 5ª reunião da CPI do CARF.

Acompanhando a Operação Zelotes VII (CPI do CARF) - Vamos começar a comparar as reportagens das revistas com as investigações...

Acompanhando a Operação Zelotes VIII (CPI do CARF) - Tem futebol no CARF também!...

Acompanhando a Operação Zelotes IX (CPI do CARF): R$1,4 Trilhões + R$0,6 Trilhões = R$2,0Trilhões. Sabe do que eu estou falando?

Acompanhando a Operação Zelotes X (CPI do CARF): No meio do silêncio, dois tucanos batem bico...

Acompanhando a Operação Zelotes XI (CPI do CARF): Tarólogo bocudo dá corpo à versão da Veja.

Acompanhando a Operação Zelotes XII (CPI do CARF): Nem tudo é igual quando se pensa em como tudo deveria ser...

Acompanhando a Operação Zelotes XIII (CPI do CARF): APS fica calado. Meigan Sack fala um pouquinho. O Estadão está um passo a frente da comissão? 

Acompanhando a Operação Zelotes XIV (CPI do CARF): Para de tumultuar, Estadão!

Acompanhando a Operação Zelotes XV (CPI do CARF): Juliano? Que Juliano que é esse? E esse Tio?

Acompanhando a Operação Zelotes XVI (CPI do CARF): Senhoras e senhores, Que comece o espetáculo!! ("Operação filhos de Odin")

Acompanhando a Operação Zelotes XVII (CPI do CARF): Trechos interessantes dos documentos sigilosos e vazados.

Acompanhando a Operação Zelotes XVIII (CPI do CARF): Esboço do relatório final - Ainda terão mais sugestões...

Acompanhando a Operação Zelotes XIX (CPI do CARF II): Melancólico fim da CPI do CARF. Início da CPI do CARF II

Acompanhando a Operação Zelotes XX (CPI do CARF II):Vamos poupar nossos empregos

Acompanhando a Operação Zelotes XXI (CPI do CARF II): Entrando no mérito da questão: Ágio Interno.
Acompanhando a Operação Zelotes XXII (CPI do CARF II): Só ladrões de galinhas...
Acompanhando a Operação Zelotes XXIII (CPI do CARF II): Quem faz/fez contabilidade criativa no Brasil?!

Sobre CBF/Globo/Corrupção no futebol/Acompanhando a CPI do Futebol:

KKK Lembra daquele desenho da motinha?! Kajuru, Kfouri, Kalil:
Eu te disse! Eu te disse! Mas eu te disse! Eu te disse! K K K

A prisão do Marin: FBI, DARF, GLOBO, CBF, PIG, MPF, PF... império Global da CBF... A sonegação do PIG... É Tudo um assunto só!!


Revolução no futebol brasileiro? O Fim da era Ricardo Teixeira. 

Videos com e sobre José Maria Marin - Caso José Maria MarinX Romário X Juca Kfouri (conta anonima do Justic Just ) 

Do apagão do futebol ao apagão da política: o Sistema é o mesmo



Acompanhando a CPI do Futebol - Será lúdico... mas espero que seja sério...

Acompanhando a CPI do Futebol II - As investigações anteriores valerão!

Acompanhando a CPI do Futebol III - Está escancarado: É tudo um assunto só!

Acompanhando a CPI do Futebol IV - Proposta do nobre senador: Que tal ficarmos só no futebol e esquecermos esse negócio de lavagem de dinheiro?!

Acompanhando a CPI do Futebol V - Andrew Jennings implora: "Dont give up"! (Não desistam)!
Acompanhando a CPI do Futebol VI - O Romário é centro-avante ou um juiz?! 

Acompanhando a CPI do Futebol VII - Uma questão de opinião: Ligas ou federações?!

Acompanhando a CPI do Futebol VIII - Eurico Miranda declara: "A modernização e a profissionalização é algo terrível"!

Acompanhando a CPI do Futebol IX - Os presidentes de federações fazem sua defesa em meio ao nascimento da Liga...

Acompanhando a CPI do Futebol X - A primeira Liga começa hoje... um natimorto...

Acompanhando a CPI do Futebol XI - Os Panamá Papers - Os dribles do Romário - CPI II na Câmara. Vai que dá Zebra...

Acompanhando a CPI do Futebol XII - Uma visão liberal sobre a CBF!

Acompanhando a CPI do Futebol XIII - O J. Awilla está doido! (Santa inocência!)



Acompanhando o Governo Michel Temer

Acompanhando o Governo Michel Temer I