Magazine Luiza

sexta-feira, 8 de junho de 2012

Começa a Computex 2012 - Principais Reportagens.

A Computex 2012 vai acontecer em Taipei, capital da República da China. A feira de tecnologia é a maior do continente asiático e atrai empresas e visitantes do mundo inteiro. O evento é marcado pelo lançamento da nova linha de produtos das do mercado, principalmente de fabricantes Orientais.


Site oficial: http://www.computextaipei.com.tw/

Começa a Computex 2012



Publicação: Jornal Estado de Minas 07/06/2012 Caderno Inform@tica

 (yi-ting chung/Reuters)



A primeira semana de junho é quando ocorre tradicionalmente, nas três últimas décadas, a edição anual da Computex Taipei, em Taiwan, que já foi conhecida como China Insular. Até sábado, vamos acompanhar a 32ª edição da feira de tecnologia. A Computex Taipei é o encontro de informática mais tradicional do mundo. Das feiras de grande porte, a mais antiga é a CES, realizada anualmente em Las Vegas e cuja primeira edição ocorreu em 1967, em Nova York. Diferentemente da asiática, a CES tem caráter mais genérico e abrange um campo bem mais vasto do que o da informática. Mas a Computex Taipei vai além de ser a mais tradicional: é a maior do continente e a segunda maior do mundo, superada apenas pela CeBIT, cuja 26ª edição foi realizada em Hannover, Alemanha, há quase dois meses.

A feira é organizada pela Associação de Computadores de Taipei (TCA), com apoio do governo de Taiwan por meio do seu conselho de fomento do comércio exterior (Taitra). Começou timidamente em 1980, já que também acanhada era então a indústria asiática de computadores, mera montadora de produtos desenvolvidos no exterior. Mas, ao longo dos anos, especialmente das duas últimas décadas, o setor fabril da tecnologia de informação de Taiwan evoluiu para uma poderosa indústria de abrangência mundial, tanto no campo da manufatura quanto no da pesquisa e desenvolvimento. Grandes indústrias internacionais estabeleceram ali seus centros de pesquisa e suporte técnico. A presença desses centros de excelência passou a exigir mão de obra especializada. E a disponibilidade de profissionais especializados levou ao desenvolvimento de empresas locais, que acabaram por transformar Taiwan em um importante centro do mercado mundial de tecnologia. Hoje, a ilha é uma das maiores produtoras mundiais de wafers para circuitos integrados – inclusive microprocessadores –, além de CIs acabados, computadores portáteis e telas LCD fabricadas por empresas do porte de uma Acer, Asus, ECS, Gigabyte, MSI, VIA e diversas outras de expressão mundial. E a feira cresceu com elas.

Ano após ano, as principais corporações acorrem ao evento para lançar seus produtos. E como uma boa parte das indústrias do segmento escolheu Taiwan para se instalar, ao lado das companhias de capital local, a feira atrai observadores, analistas e membros da imprensa especializada dos cinco continentes, interessados em pôr em dia as novidades tecnológicas e acompanhar o desenvolvimento de produtos e tendências para um futuro próximo. Na edição deste ano, a previsão é de mais de 120 mil participantes, dos quais 36 mil são do exterior.

A feira é gigantesca. Em 2010 ocupou quatro pavilhões espalhados pela cidade de Taipei, incluindo o gigantesco pavilhão de Nangang. Em 2011, o grande aumento da demanda de estandes, proveniente sobretudo de indústrias sediadas na China continental, que depois de décadas de disputa diplomática acabou por firmar um acordo comercial com Taiwan, forçou os organizadores a estender a feira para mais um espaço no centro de Taipei.

Para este ano se previa a inauguração de um segundo pavilhão em Nangang, de porte semelhante ao lá hoje existente, mas as obras não foram concluídas a tempo. O resultado disso foi o adiamento da demolição, prevista para este ano, de um dos grandes pavilhões centrais, o Hall 2 do Taipei World Trade Center, que foi mais uma vez ocupado pela feira. Que, então, voltou a ocupar cinco pavilhões para abrigar seus 5,3 mil estandes com produtos de 1,8 mil empresas. Como estou na Computex 2012, na semana que vem darei detalhes sobre as novidades do evento.



Recado da Computex 2012: seu PC será híbrido de tablet e ultrabook, com Windows 8

Tela convencional, sem capacidade touch, aparenta estar com os dias contados. Enquanto isso, Android, do Google, era destaque somente nos estandes chineses de baixo custo 

Publicação: http://itweb.com.br
crédito: Adriele Marchesini Tablet Asus: guardado na caixa de acrílico

Tablet Asus: guardado na caixa de acrílico
crédito: Divulgação Ultrabook MSI S20Ultrabook MSI S20
crédito: Adriele Marchesini Pavilhão de expositores da China: aqui, figuram os tablets Android
Pavilhão de expositores da China: aqui, figuram os tablets Android
Uma coisa ficou bem clara durante a Computex 2012, segunda maior feira de tecnologia do mundo realizada entre os dias 5 e 9 de junho em Taipei, Taiwan: este é o ano dos ultrabooks com tela sensível, híbridos de tablet e PC e do Windows 8. As principais fabricantes do mundo ostentavam dispositivos com o sistema operacional em seus estandes. Já o Android era visto massivamente e com destaque na área do pavilhão de Nangang destinado à produção chinesa, em sua maioria sem marca definida, com tablets ao preço médio de US$ 60.

Não que o sistema operacional móvel do Google, ainda não figure entre os cinco pavilhões da feira, que abriga aproximadamente cinco mil estandes. Mas a próxima geração da plataforma da Microsoft, que deve ser lançado no terceiro trimestre deste ano, aparece em grande parte das opções de tablets e ultrabooks híbridos de destaque no encontro de 2012.
Tomemos como exemplo a Asus.  Durante prévia para a imprensa da Computex 2012, realizada na segunda-feira (04/06), um dos destaques foi o Transformer AiO (All-in-One). Com tela de 18,4 polegadas multitoque com capacidade para até dez interações simultâneas,  tem processador Intel e, quando desconectado do dock station, torna-se um tablet gigante.  O equipamento roda Windows 8, mas roda também Android em modo dual-boot.

Já o Transformer Book, o Asus Tablet 810 e o Asus Tablet 600 e o Asus Taichi (notebook/tablet de duas telas) usam a plataforma da Microsoft.  Mas Samsung, com dois modelos secretos (pouca ou quase nenhuma informação sobre esses notebooks, que ao desconectar o teclado viram tablets), Acer (que foi de ulrabook, tablet e all-in-one), MSI (com o  S20, um ultrabook slider, que esconde o teclado sob a tela e transforma-se em tablet), e diversas outras fabricantes também apostaram  no novo conceito da Microsoft, que embute a interface Metro.

As apresentações só tornam ainda maiores as expectativas em torno do novo sistema da Microsoft, que promete horizontalizar todos os dispositivos em um ambiente centralizado. A aposta nesta plataforma traz, ainda,  outra necessidade: a tela sensível ao toque. Alguns pobres ultrabooks à disposição de testes de visitantes da Computex 2012 que rodavam o Windows 8 mas não tinham touchscreen eram deixados de lado, como algo imprestável, minutos depois de serem vistos. A primeira tentativa de todos ao testar o produto era clicar nos Tiles (ou blocos), presentes na interface Metro, para começar navegar. Uma vez que não havia resposta, viravam as costas e procuravam algum outro dispositivo que suportasse essa interação.

Então, anote aí: a próxima geração de ultrabooks e tablets a chegar ao mercado será um mix de hardware, nem bem um PC, nem bem um tablet, amparado pela plataforma da Microsoft. Como o lançamento dos produtos depende da disponibilidade oficial do sistema operacional (e a Microsoft insiste em deixar a versão para tablet de seu sistema operacional, Windows RT, guardado em caixinhas de acrílico, bem longe das mãos dos visitantes da Computex) que deve ocorrer apenas no fim do ano, a nova categoria deve tomar força, especialmente no Brasil, a partir de 2013. E tudo com touchscreen. O vidro duro, sem touch, está com os dias contados.

A jornalista viajou a Taiwan a convite do Conselho de Fomento ao Comércio Exterior de Taiwan (Taitra)


Computex 2012: o que esperar da segunda maior feira de tecnologia do mundo

Tecmundo estará presente trazendo todas as novidades do evento tecnológico mais importante da Ásia. 
Publicação site TecMundo 3 de Junho de 2012 Repórter Wikerson Landim
 

Mais de 5 mil estandes e um público estimado de 120 mil pessoas. É com essa expectativa que tem início nesta segunda-feira (04) a Computex 2012, segunda maior feira de tecnologia do mundo e maior evento do gênero de toda a Ásia.
A convite da ASUS, a equipe do Tecmundo já está em Taipei, capital de Taiwan, para acompanhar de perto tudo o que de mais importante for apresentado durante os cinco dias de evento.
Cidade de Taiwan recebe a Computex 2012. (Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Computex 2012

Nesta 31ª edição do evento, a feira contará com cinco pavilhões, reunindo estandes, exposições, fóruns, debates e palestras. Além disso, ultrabooks e smartphones dos mais variados tipos devem ser as grandes atrações da feira.
A Intel deve trazer para a Computex novos modelos de ultrabooks rodando o Windows 8, e a ASUS pode lançar ainda um dispositivo híbrido, rodando o sistema operacional da Microsoft e Android.
A AMD, premiada no ano passado como a empresa de maior destaque no evento, trará sua última geração de processadores. Novos discos SSD, que vão oferecer mais velocidade aos dispositivos, também estão sendo aguardados no evento.
Por isso, fique ligado durante toda a semana no Tecmundo que traremos dezenas de novidades diretamente da fonte. 


MSI apresenta GeForce GTX680 Lightning

Modelo será a placa de vídeo mais moderna disponibilizada pela empresa.



Quem visita o estande da MSI na Computex 2012 pode conferir de perto o visual da GeForce GTX680 Lightning, placa de vídeo que deverá ser o principal item da linha de produtos da empresa. O modelo promete velocidade de frequência até 10% maiores e conta com 2 GB de RAM GDDR5.
Outro destaque da placa é o dissipador Twin Frozr IV. A MSI GTX680 Lightning conta ainda com circuito de alimentação desbloqueado. A empresa deve lançar oficialmente o produto no mercado nas próximas semanas, mas até o momento não se sabe por qual preço a placa chegará às lojas.


Gigabyte apresenta 4 smartphones dual SIM com Android 4.0

Modelos contam com a versão mais recente do SO mobile da Google, mas configurações não impressionam.


Modelo GSmart 1420, o principal dos lançamentos.  Depois de apresentar ao mundo o ultrabook mais leve já fabricado, a Gigabyte anunciou durante a Computex 2012 o lançamento de quatro novos modelos de smartphone. Todos eles contam com o Ice Cream Sandwich, a versão mais recente do Android, e têm suporte para dois SIM cards.
O Gigabyte GSmart M1420, tem tela de 4,3 polegadas, processador de 1 GHz, câmera traseira de 8 megapixels e câmera frontal de 1,3 megapixels.  Já o Gigabyte GSmart M1320 tem tela um pouco menor, com 3,5 polegadas, processador de 1 GHz, 4 GB de espaço de armazenamento, 512 MB de RAM e câmera traseira de 3 megapixels.
Os outros dois modelos são o GSmart G1362, com tela de 4,3 polegadas, processador Qualcomm de 1,2 GHz, 4 GB de espaço de armazenamento, 512 MB de RAM e câmera traseira de 5 megapixels; e o GSmart 1342, com tela de 3,5 polegadas, processador de 800 MHz, 1 GB de espaço de armazenamento, 512 MB de RAM e câmera de 5 megapixels.
A empresa não informou quando os aparelhos serão lançados e nem por qual preço eles serão vendidos. Além disso, não se sabe se eles chegarão em algum momento ao mercado nacional e, por conta disso, é provável que os modelos fiquem disponíveis para os brasileiros apenas via importação.



 Em nosso tour pelos pavilhões da Computex, fizemos um vídeo mostrando um pouco do estande da ASRock na feira, empresa que confirmou sua entrada oficial no Brasil a pouco tempo.

A empresa tem se destacado bastante com suas placas-mãe diferenciadas, hoje já sendo uma marca bastante respeitada por desenvolver produtos com alta qualidade e diferenciais em tecnologias, esperamos em breve analisar alguns modelos detalhando mais os mesmos aos nossos leitores.
Confiram abaixo o tour pelo estande da ASRock:



Computex: MSI exibe a tecnologia TransThermal em placa R7770

Durante a Computex 2012, a MSI exibiu um de seus mais recentes modelos de placas de vídeo no mercado, a R7770 Power Edition, que tem entre seus diferenciais uma nova tecnologia que possibilita múltiplos ajustes nas fans: a TransThermal.
Com esta tecnologia, é possível modificar facilmente o número de fans em uma placa de vídeo, e a forma como operam. Através do kit, incluso junto com o produto, o usuário pode fazer com que a placa opere com apenas um fan, nos casos em que o sistema não é muito exigido e/ou não possui muito espaço para uma placa de vídeo, ou pode conectar um fan adicional, de duas formas: conectando uma ventoínha diretamente sobre a outra ou, deslizando uma parte da carcaça da placa, encaixar uma fan extra.
Além deste recurso, o vídeo mostra a tecnologia Dust Removal, que inverte o sentido de giro da fan nos primeiros 30 segundos de operação do sistema, retirando assim poeira e outras sujeiras que podem ter se depositado no interior da placa. Esta sujeira acumulada pode causar, entre outros efeitos, na redução da eficiência dos heatpipes e fans, levando a um aquecimento maior na placa durante a operação.







Testamos o Gigabyte X11, o ultrabook mais leve do mundo

Publicação Site TechTudo em 07/06/2012 23h02 Repórter Nick Ellis 


Com apenas 975 gramas, o ultrabook X11 da Gigabyte é o mais leve do mundo e estava à disposição para testes dentro da convenção Computex 2012. O TechTudo estava lá para ter suas primeiras impressões do aparelho.
Gigabyte X11 (Foto: Nick Ellis/TechTudo)Gigabyte X11 (Foto: Nick Ellis/TechTudo)
Seu case é todo feito em fibra de carbono, em um processo de produção de 6 etapas, o que o torna muito resistente, mas seu acabamento brilhante fica cheio de marcas de dedos após um minuto de uso. Além de seu pouco peso, o X11 também impressiona por ser muito fino, com uma espessura que varia de 3mm a 1,65 cm.
Gigabyte X11 (Foto: Nick Ellis/TechTudo)Gigabyte X11 (Foto: Nick Ellis/TechTudo)
Apesar disso, o X11 conta com um ótimo desempenho, graças ao seu processador Intel Core i7 (ou i5) Ivy Bridge e ao SSD de 128GB. Este ultrabook tem uma tela com resolução de 1366 x 768 pixels, porta USB 3.0 para uma transferência mais rápida de dados, outra porta USB 2.0 e um slot para cartões MicroSD, além de conectividade Wi-Fi 802.11 b/g/n e Bluetooth 4.0.
O teclado deste ultrabook tem 95% do tamanho convencional e é bastante confortável para digitação. O touchpad do X11 é multi-touch e tem um tamanho bem razoável.
A Gigabyte disse que ele deverá custar US$ 1.000 (pouco mais de R$ 2.000), mas o valor pode variar dependendo do país no qual ele for lançado. A empresa ainda não divulgou uma previsão para o lançamento deste ultrabook no Brasil.
X11, a estrela do stand da Gigabyte na Computex (Foto: Nick Ellis)X11, a estrela do stand da Gigabyte na Computex (Foto: Nick Ellis)
* O TechTudo viajou para a Computex a convite da Asus.


Lenovo mostra seu tablet ThinkPad com Windows 8 na Computex 2012


A Lenovo exibiu na Computex 2012 aquele que pode ser seu primeiro tablet com Windows 8 a chegar às mãos do consumidor. O dispositivo com tela de 10 polegadas ainda não tem um nome definido, faz parte da série de produtos ThinkPad e é baseado em um chipset Intel Clover Trail.
Dispositivo inclui a Lenovo entre os fabricantes de tablets para Windows 8 (Foto: Reprodução)Dispositivo inclui a Lenovo entre os fabricantes de tablets para Windows 8 (Foto: Reprodução)
O caráter demonstrativo do produto não revela muito sobre sua natureza. O pouco que se sabe e do que a Lenovo deixou escapar, dá conta de que a tela de 10.1 polegadas tem resolução de 1366 x 768 pixels. O conjunto todo cabe em uma unidade de apenas 9,7 mm de espessura, o que aponta para um tablet fino e leve.
A bateria deve resistir por 10 horas, valor interessante por conta do uso do processador Intel, normalmente menos econômico que os equivalentes ARM. O tablet da Lenovo traz, também, duas câmeras: uma posterior, de 8 MP, e uma posicionada na parte frontal do dispositivo, destinada a chamadas com vídeo e de apenas 2 MP.
Detalhes no acabamento indicam que trata-se de uma versão prévia do tablet (Foto: Reprodução)Detalhes no acabamento indicam que trata-se de uma versão prévia do tablet (Foto: Reprodução)
Até o momento, o tablet dispõe apenas de saída mini HDMI e uma porta para recarga e sincronização com outros dispositivos. Como trata-se ainda de uma versão protótipo do dispositivo, acredita-se que ele ganhará novos recursos até o lançamento oficial, como saídas USB e suporte a cartões de memória. O tablet da Lenovo ainda não teve data e nem valor divulgados.

Nvidia anuncia primeira GPU Kepler para notebooks


As placas de vídeo com a arquitetura Kepler da Nvidia já estão no mercado há algumas semanas, mas apenas modelos destinados aos desktops tinham sido lançados até o momento. Para acabar com a expectativa em torno da chegada da tecnologia aos chips destinados aos notebooks, a Nvidia aproveitou sua participação na Computex 2012 e apresentou as novas GPUs para aparelhos móveis.
Geforce GTX 680M é a placa gráfica para notebooks mais poderosa do mundo (Foto: Divulgação)Geforce GTX 680M é a placa gráfica para notebooks mais poderosa do mundo (Foto: Divulgação)
A primeira placa de vídeo da nova arquitetura presente nos notebooks será a Geforce GTX 680M, que o fabricante garante ser a mais rápida do mundo no momento, a exemplo do que a sua irmã maior, a 690, nos desktops. Para reforçar o anúncio, a Nvidia apresentou números comparativos do desempenho da GTX 680M com a opção mais poderosa da concorrente AMD, a Radeon HD 7970M.
E os números impressionam. No software de benchmarks 3Dmark, a placa da Nvidia bateu 25063 pontos, ao passo que o produto da AMD ficou com 20590. Na comparação em jogos, usando as configurações máximas de Far Cry 2, o modelo da Nvidia chegou a 129.8 FPS (frames por segundo), enquanto que a 7970M foi a 112.6.
Embora os testes possam ser apontados como parciais por terem sido realizados pela Nvidia em ambientes controlados, vale considerar que as configurações da GPU sustentam os números do comparativo. O chip vem acompanhado de 2 GB de RAM GDDR5, interface de memória de 256 bits, clock de memória de 1800 MHz e até mesmo o suporte a SLI.
Os chips Kepler da Nvidia já estão disponíveis no mercado. Contudo, dada a natureza do hardware para notebooks, só serão encontrados mediante aquisição de um notebook que traga a placa consigo. Segundo a Nvidia, os MSI GT70 e os novos produtos da linha Alienware da Dell serão os primeiros a calçar as Geforce GTX 680M.


Tablet quad-core Iconia Tab A110 pode custar menos de US$ 200


A Acer apresentou seu novo tablet durante a Computex 2012, em Taipei. O Iconia Tab A110 foi anunciado com processador quad-core Tegra 3 da Nvidia, tela de 7 polegadas e Android 4.0 Ice Cream Sandwich. Mas a característica mais importante do aparelho é o preço, que segundo um representante da Acer, será de US$ 200 (cerca de R$ 400).
Acer Iconia Tab A110 (Foto: Reprodução/ The Verge) (Foto: Acer Iconia Tab A110 (Foto: Reprodução/ The Verge))Acer Iconia Tab A110 (Foto: Reprodução/ The Verge)
Se o Iconia A110 realmente chegar ao mercado com esse valor, vai fazer muita gente trocar de tablet, principalmente quem já usa Android. O aparelho foi revelado com a interface do Ice Cream Sandwich livre de personalização e com botões de atalhos na própria tela. De acordo com o site The Verge, ele rodou muito bem um benchmark (teste de desempenho) e fez uma boa pontuação, ficando só um pouco abaixo do Asus Transformador Prime, que é bem mais caro.
O A110 conta com tela de 7 polegadas com 1024×600 pixels de resolução, e virá com 1 GB de RAM, 8GB de armazenamento interno, slot para cartão microSD e HDMI micro, além de conectores USB. Ele é um pouco grosso, com 11,4 milímetros, e seus ângulos de visualização de tela não são tão impressionantes, mas competindo com o Kindle Fire, que tem preço semelhante, ele leva muita vantagem.
O A110 em 3° lugar no bechmark (Foto: Reprodução/ The Verge) (Foto: O A110 em 3° lugar no bechmark (Foto: Reprodução/ The Verge))O A110 alcançou o 3° lugar no benchmark (Foto: Reprodução/The Verge)
Junto com o A110 chega também o Iconia Tab A210, que possui tela de 10,1 polegadas com resolução de 1280 x 800 e características semelhantes ao modelo menor. Provavelmente eles serão lançados no terceiro trimestre de 2012, mas com valores bem diferentes.




Asus Transformer Book: conceito igual ao Transformer, só que com Windows 8

Publicação : Site http://ztop.com.br/ Por - Henrique Martin 04 Jun, 2012 - 07:41

Se o Asus Taichi é um exercício de engenharia com suas duas telas, o Transformer Book é o que podemos chamar de “pós-PC do futuro”: é um notebook convencional e também é um tablet, ambos com Windows 8. Pegaram o conceito que já vinha sendo trabalhado com os tablets da linha Transformer e levaram pro mundo Intel x86 com Windows.

Na definição de quem compraria esse produto, a Asus diz “é aquele que quer um tablet multitoque para lazer e ainda quer acesso a um notebook com Windows tradicional para produtividade”. Bingo.
O Transformer Book, quando começar a ser vendido (nada de preço ou data), virá com chips Intel Core i7 de terceira geração (“Ivy Bridge”), 4 GB de RAM e USB 3.0, em três tamanhos distintos de tela (11,6″, 14″ e 15″).
Mais fotos do Transformer Book:




Note que a tecla Windows do Windows 8 é um tanto…nova!