Magazine Luiza

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Tekken tag tournament 2 - Maiorais do Ringue

Maiorais do ringue  
Coletânea de personagens da série oferece excelente combate, embora muito técnico e de difícil aprendizado para novatos


Publicação: Jornal Estado de Minas 27/09/2012 - Caderno Inform@tica - repórter Bruno Silva

 (Namco Bandai/Divulgação)

Antes de ressurgirem com força total a partir de 2008, quando foi lançado Street fighter IV, os jogos de luta quase caíram no esquecimento, principalmente por serem jogos 2D em uma época que a moda era ter gráficos em 3D. Dos games que já nasceram em três dimensões, poucos sobreviveram. Um deles foi Tekken, cujos controles sólidos e bons visuais renderam uma posição de destaque em uma época que quase todos os outros títulos do gênero estavam por baixo. A história e tradição da série são celebradas em Tekken tag tournament 2, lançado há duas semanas.

O game é continuação de uma atualização que deu certo. O primeiro Tag tournament, de 1999, surgiu nos fliperamas como um upgrade do popular Tekken 3, em que os combates eram realizados em duplas. Ao contrário de outros jogos no mesmo estilo, havia um diferencial: a batalha acabava se apenas um dos lutadores do time fosse nocauteado. Assim como seu antecessor, Tag tournament 2 é um dream match: ou seja, muitos personagens e nenhuma história. Figuram no elenco praticamente todos os personagens relevantes na série — são 59 no total.

É uma boa oportunidade para jogar com versões atualizadas de combatentes antigos, como a mocinha Jun Kazama, de Tekken 2. Isso, claro, sem falar nos protagonistas e outros lutadores clássicos, como Kazuya, Nina Williams, os praticantes de kung-fu Forrest Law e Ling Xiaoyu, o carateca Paul Phoenix, o lutador de vale-tudo King e Eddy Gordo, popular no Brasil tanto por seu estilo de luta — a capoeira — quanto por ter um estilo de jogo que favorece quem gosta de massacrar o controle durante um round. Mais quatro personagens estão previstos para serem lançados como conteúdo adicional por download grátis.

Independentemente de quem esteja ou não no rol de lutadores, a jogabilidade é fiel ao estilo técnico da série, com elenco balanceado e o sistema que preza por precisão e tempo exato da colocação dos comandos, vital para acertar combinações de socos, chutes ou agarrões. Do recente Tekken 6, vem o Rage, um estado de aumento de força que é ativado automaticamente quando sua barra de energia está baixa. Nessa versão, o poder é ativado para a dupla, mesmo que um dos lutadores esteja com a vida cheia.

Outra mudança significativa é o conjunto de manobras realizadas em duplas: seu parceiro pode ser chamado enquanto seu oponente está no ar, resultando em combos longos e devastadores. Além da mudança que o novo sistema proporciona na dinâmica das batalhas, as cenas dos golpes de time têm um visual muito bom. É bem divertido combinar diversos personagens e ver qual cena sairá de suas técnicas combinadas.


 (Namco Bandai/Divulgação)
APRENDIZADO Assim como seu rival nas arenas de lutas 3D Virtua fighter, a série da Namco possui uma curva de aprendizado alta: a diferença nas lutas entre novatos e veteranos é muito grande, e passar de um nível para outro requer uma quantidade exorbitante de tempo e esforço. Além de memorizar uma lista extensa de comandos, combos e outros tipos de movimentos, você precisa ficar atento aos padrões de ataque dos outros personagens.

O game até tenta introduzir comandos avançados para o jogador de forma divertida com o modo Fight Lab. Você assume a pele do Combot, um robô recém-produzido que ainda reaprender códigos de artes marciais. No processo, você aprende de movimentos básicos a combos e outras manobras específicas do jogo, como diversos jeitos de atacar em duplas. O tutorial até conta uma historinha engraçada envolvendo o criador do robô, o personagem Violet, mas nem isso deixa as lições menos maçantes após um tempo.

Não se assuste: você provavelmente não precisará saber nada disso caso só jogue partidas descompromissadas contra os amigos e o computador. Todo esse conhecimento só é realmente importante para quem planeja se aventurar contra os vários (e habilidosos) jogadores que vagam no modo on-line. Ele deixa de lado funções como vídeos e aposta mais em estatísticas detalhadas sobre seu desempenho em cada combate. Não é tão divertido quanto o fliperama virtual de Street fighter IV, mas é repleto de informações que auxiliam quem deseja aprender a jogar no limite. Um dos estilos de jogo on-line que se destacam mais é o pair play, em que você deve lutar ao lado de outro jogador, como parte da mesma dupla.

Tekken tag tournament 2 é uma ótima coletânea da série. Apesar de adicionar poucas novidades, ela traz muitos personagens antigos de volta e oferecendo um consistente sistema de combate. É o tipo de game que será mais bem aproveitado na cena competitiva, mas isso não impede que você se divirta esmagando alguns botões com seu lutador favorito.

PARA NINGUÉM FICAR DE FORA
Games de luta “dream match” (batalha dos sonhos, em tradução livre) têm em seu elenco todos (ou quase todos) os lutadores que já apareceram na série. Normalmente, eles não têm enredo, e incluem até personagens que tenham morrido em um jogo anterior. A ideia é frequentemente empregada na franquia The king of fighters: as edições de 98 e 2002 são dream matches.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Site oficial: http://www.tekken.com/game







Tekken Tag Tournament 2 mostra que é um dos melhores games de luta do ano

Publicação: Site TechTudo - 28/Set/2012 05h45 - Repórter  Felipe Vinha



Em uma era de jogos de luta 2D, Tekken – ao lado de Virtua Fighter – revolucionou o gênero. Enquanto todo os games limitavam a movimentação de seus personagens em uma jogabilidade 2D, o jogo da Namco permitia a movimentação lateral na tela junto a um sistema de câmera 360 graus que ampliava o conceito 3D do game.
Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)
Como todos sabem, a indústria dos games não perde tempo na hora de utilizar uma ideia inovadora. Sendo assim, diversos títulos chegaram ao mercado com a jogabilidade de Tekken. Até mesmo franquias consagradas, como Street Fighter e King of Fighters, aderiram à mecânica e se arriscaram a lançar títulos com a mesma jogabilidade. Porém, ambos fracassaram e são considerados um dos piores games de cada franquia.
Em contrapartida, a rápida aparição dos personagens da Namco Bandai em Street Fighter x Tekken não agradou muito e chegou a gerar um certo ar de revolta entre os fãs mais fervorosos da jogabilidade 3D. Tudo porque King, Nina e cia. não ficaram a mesma coisa em um jogo 2D. Esse fãs tinham razão! Tekken continua único no gênero que ele mesmo criou, não há motivos para inovar a essa altura do campeonato. E Tekken Tag Tournament 2 mostra isso.
Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Andriasang) (Foto: Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Andriasang))Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Andriasang)
Modos voltados ao combate e personalizações que agradam
Assim como no primeiro Tekken Tag Tournament, o jogo possui um foco maior nos combates. Com isso, alguns dos modos que ficaram populares na franquia ficam de fora, como os mini games no estilo estilo Beat ‘em up. Em seu lugar, surgem modos como Ghost Battle e os já conhecidos Team Battle e Time Attack.

Já o modo multiplayer conta com o Ranked Match e o Player Match. O primeiro apresenta uma partida contra um adversário aleatório, mas que pode ser personalizado de acordo com as suas opções, como um mesmo nível de experiência de jogo que o seu. Já o outro modo permite que você convide seus amigos para combates personalizados.
O modo Fight Lab é ideal para novatos. Ele permite que você conheça cada movimento do jogo, desde o simples andar para frente e para trás, a golpes mais complexos como combos, golpes especiais e combinações de movimentos com seu parceiro. Após completar o modo, você pode personalizar o seu lutador juntando movimentos específicos dos outros lutadores. Também é possível personalizar os outros personagens da série com roupas e acessórios que beiram a bizarrice, como bonés, pantufas e máscaras.
Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação) (Foto: Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação))Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)
Jogabilidade única em uma dificuldade bem alta
A boa e velha jogabilidade de Tekken prevalece única. É possível notar uma movimentação mais rápida, principalmente no sistema de combos e ataques especiais. Isso faz com que a sua habilidade no joystick seja mais apurada para se adaptar à novidade.
O sistema de ataques em duplas continua o mesmo de Tekken Tag Tournament. Existe uma diversidade de combinações entre os lutadores que compõem as duplas que merece ser explorada. Isso aumenta a vida útil do jogo e incentiva o jogador a conhecer todas as dezenas de personagens do game. Desde os lutadores veteranos aos novatos.
O que pode não agradar a todos é a dificuldade exagerada do game. Mesmo no nível mais fácil, é uma tarefa árdua eliminar Jun em sua forma maligna. E, em níveis mais altos, passar da terceira ou quarta dupla é uma tarefa digna de troféus e conquistas. Para jogadores mais experientes, um convite. Para os novos, pode significar uma desistência precoce.
Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)
Visual impecável
Desde que o primeiro título da franquia chegou aos consoles e arcades, a Namco sempre soube impor a qualidade visual dos jogos. Mesmo em épocas em que os polígonos eram um sinal de charme nos jogos, a empresa sempre conseguia contornar os problemas, seja com cenários encantadores ou um sistema de luz e sombra que poucos faziam com qualidade.
As gerações de consoles evoluíram, e Tekken mostra que ainda é um sinônimo de qualidade visual. Tekken Tag Tournament 2 é mais do que um belo jogo, é uma prova de superação e inovação da produtora.
Os antigos e conhecidos personagens ganharam um charme a mais, com contornos ainda mais bem definidos e um visual atualizado. Pegue os veteranos King, Heihachi e Yoshimitsu e veja como eles mantêm as mesmas feições, só que de um modo mais atual e agradável. Os cenários também continuam impressionando. A movimentação sobre a água e o reflexo no piso espelhado mostra muito bem como o visual foi caprichado. Palmas para a Namco Bandai.
Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)Tekken Tag Tournament 2 (Foto: Divulgação)
Conclusão
Tekken Tag Tournament 2 mostra como uma franquia pode manter suas origens e continuar agradando. Com gráficos encantadores e uma jogabilidade única, o título traz um elenco de 50 lutadores que fizeram a história de uma das franquias mais importantes do gênero. Sem dúvidas um dos melhores jogos de luta desta geração.